VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Piscinas coletivas são importantes áreas de lazer para os frequentadores de clubes, escolas e condomínios. Seu uso proporciona lazer e bem estar, além de ser uma ótima oportunidade para o convívio entre pessoas.

A presença constante de usuários dessas piscinas faz com que elas requeiram cuidados contínuos, de maneira a mantê-las limpas e saudáveis. O que, no entanto, causa dúvidas em alguns responsáveis por esse recurso é a frequência ideal da manutenção de piscina coletiva.

Neste post, vamos explicar melhor a importância desses serviços, além de mostrar qual é a periodicidade indicada para que eles sejam feitos. Confira!

Importância da manutenção de piscina coletiva

Como dito, piscinas coletivas são, claramente, recursos de uso constante e, por isso, estão mais sujeitas à proliferação de bactérias e, até mesmo, doenças que podem ser transmitidas pela água. São algumas delas diarreia, giardíase, otite externa, dermatite, irritações químicas, entre outras.

Por isso, mantê-las limpas é sempre a melhor maneira de evitar esses problemas, proporcionando maior conforto para quem as frequenta. Quando a manutenção é feita por pessoas especializadas, tornam-se ainda menores as chances de que algum inconveniente aconteça.

O alto número de pessoas faz, por exemplo, com que o cloro utilizado seja consumido rapidamente. Por isso, é altamente indicado fazer uso de um método auxiliar a ele no tratamento de piscinas. Além do dosador de cloro (que deve apontar o nível da substância acima de 1,5), é recomendado fazer uso de métodos como o Ultravioleta e gerador de ozônio.

Frequência da limpeza

Diferentemente do que muitos pensam, limpar uma piscina de uso coletivo possui especificidades em relação ao cuidado de piscinas particulares. Por isso, é importante ficar atento a alguns fatores que influenciam nessa atividade e na sua eficácia.

Em primeiro lugar, é essencial atentar-se para o tratamento da água não somente nos momentos de maior utilização da piscina — como no verão, por exemplo — mas durante todo o ano. Isso porque as bactérias e outros microrganismos podem se proliferar em qualquer estação do ano, podendo comprometer definitivamente a qualidade da água.

Há, entretanto, variações na frequência desses cuidados, já que nos períodos de alta temporada, é indicado tratamento diário. Já nos meses de menor movimento, duas a três vezes na semana pode ser a frequência ideal para a limpeza.

É interessante notar que tudo isso depende tão somente do lugar no qual a piscina se encontra (sendo constante ou não a queda de folhas de árvore em sua água, por exemplo) bem como dos horários, dias e até meses em que há maior quantidade de frequentadores. Por isso, cada caso é um caso e deve-se ficar atento para as melhores práticas inseridas em contextos específicos.

Periodicidade de verificação do pH da água

O pH da água de uma piscina é um importante indicador da sua qualidade. Dessa maneira, verificá-lo pelo menos duas vezes na semana é uma das maneiras de se manter a água corretamente tratada.

Água alcalina ou ácida demais podem ser propícias para o surgimento de microrganismos indesejados e, por isso, deve-se manter seu pH entre 7,2 e 7,8, valores esses que podem ser medidos com régua indicada para tal.

Após a constatação do nível dessa substância, é possível fazer a correção, utilizando-se, por exemplo, carbonato ou bicarbonato de sódio para sua elevação ou ácidos — líquidos ou sólidos — para sua redução.

Quando fazer o tratamento

Piscinas coletivas costumam começarem a ser frequentadas por volta das 8 horas da manhã, dependendo do local e do estabelecimento em que se encontram. Por isso, é importante que o tratamento seja feito antes desse horário, considerando-se ainda uma margem de tempo para que os produtos façam efeito na água.

É preciso, ainda, considerar a duração do serviço, o qual requer aspiração, filtragem, medições de substâncias e tratamento efetivo. Dessa maneira, pode ser preciso que a atuação se dê horas antes da autorização para que se utilize a piscina.

Questão que gera dúvidas, a frequência ideal da manutenção de piscina coletiva deve ser avaliada pelo responsável por esse recurso de forma a garantir seu bom uso.

Este conteúdo foi útil para você? Então, baixe nosso e-book, adquira nosso manual completo de tratamento de piscinas e entenda mais sobre o assunto!

POSTS RELACIONADOS


Share This