VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

como-reduzir-os-custos-com-piscinaPowered by Rock Convert

Manter a piscina limpa e tratada o ano todo exige cuidados periódicos, geralmente bem conhecidos por aqueles que têm esta área de lazer em casa ou no condomínio. Entretanto, nem sempre as pessoas estão preparadas para lidar com os possíveis problemas relativos à piscina! A dureza cálcica, por exemplo, é um deles.

Você já ouviu falar nisso? O cálcio é um dos componentes presentes na piscina, responsável pela ação desinfectante. Quando se encontra em quantidades desproporcionais, ele pode gerar problemas que afetam a qualidade da água. Para quem tem piscina ou planeja ter uma, é importante ter conhecimento sobre os termos técnicos e tipos de tratamentos que envolvem a área.

Se você quer saber tudo sobre manutenção de piscinas, dê uma olhada em nosso post! Vamos mostrar o que é a dureza cálcica, como controlá-la e de que forma o seu desequilíbrio pode afetar a água em que você se banha.

O que é dureza cálcica?

A água que bebemos não é composta apenas por hidrogênio e oxigênio, a fórmula básica que aprendemos desde crianças. Ela também contém outros elementos, como flúor (auxilia no combate às cáries) ou hipoclorito de cálcio (purificação da água).

A dureza cálcica é definida como o volume de íons de cálcio presentes na água, calculada em ppm (partes por milhão). Quando ela foge dos níveis recomendados, aí sim temos um problema. A água com elevada quantidade de sais é chamada de “água dura”, condição que traz problemas de saúde à população.

Não há uma regra absoluta quando se trata de quantidade ideal de cálcio na água, mas muitas empresas recomendam de 200 a 400 ppm. Isso deve ser considerado em conjunto com outros indicadores, como cloro, pH e alcalinidade. Somados à dureza cálcica, esses quatro fatores devem ser balanceados para tornar uma piscina saudável.

Vários problemas podem surgir quando a dureza cálcica está fora do padrão:

  1. se os níveis estão abaixo do indicado: a água fica corrosiva, o acabamento é danificado e surgem problemas nas tubulações;
  2. se os níveis estão acima do indicado: surgem manchas, os aquecedores ficam entupidos, filtros e tubulações são danificados, há precipitação de pó branco no fundo da piscina.

Como posso lidar com o problema?

A dureza cálcica não é um problema difícil de se resolver, desde que haja uma monitoração contínua da piscina. Portanto, não se pode ter preguiça quando o assunto é área de lazer incrível e de qualidade!

Powered by Rock Convert

É recomendável realizar medições de dureza cálcica pelo menos a cada 15 dias. Existem kits de análises no mercado que contêm fitas, os quais mostram os níveis de cada fator (alcalinidade, cloro etc). Se você perceber que a piscina está “dura”, ou seja, com níveis de cálcio acima do normal, deve substituir uma parte da água. Repita a operação até que a composição da água fique equilibrada.

Se você constatar que a água está “mole”, isto é, com níveis baixos demais de cálcio, o procedimento é diferente. Utilize um produto elevador de dureza cálcica, seguindo as instruções e quantidades do rótulo.

De que forma evitar a dureza cálcica e outras condições?

Como já mencionamos, é essencial analisar continuamente vários fatores para tornar a água da piscina adequada para uso. Apesar de cloro e pH serem os mais comuns, existem outros indicadores tão importantes quanto, como a dureza cálcica.

Para evitar o desequilíbrio, os kits de medição são imprescindíveis e práticos. Basta mergulhar as fitas na água, esperar alguns segundos e comparar as cores geradas com as que constam na embalagem do produto. Mas tenha cuidado com a data de fabricação do kit, pois testes fora da validade comprometem a precisão das medições.

Fique atento! Se a piscina tiver muito cálcio em sua composição, ficará turva. Se o problema for falta de cálcio, a água ficará corrosiva. De qualquer maneira, nenhuma dessas situações é agradável, não é mesmo? Então, vamos repassar algumas dicas:

  • metade do tratamento da piscina vai depender de uma boa filtragem, e a outra metade do uso certo e combinado de produtos químicos. Sendo assim, você não pode deixar de investir em materiais e equipamentos de qualidade;
  • água cristalina não significa necessariamente água limpa! Ela precisa estar balanceada (que não danifica ou corrói equipamentos e nem causa irritação aos usuários), saudável (livre de bactérias e doenças) e limpa (devidamente filtrada de folhas e sujeiras);
  • sempre analise os parâmetros da piscina com a utilização dos kits, a fim de verificar o que precisa ser ajustado;
  • incrustações calcárias são depósitos de sais de cálcio que acabam se formando sobre superfícies. Para evitá-las, mantenha a dureza cálcica dentro da quantidade ideal. Isso vai depender do tamanho da sua piscina e dos outros indicadores, pois eles interagem entre si.

Vimos que para reduzir a dureza cálcica, é preciso jogar fora parte da água da piscina e substituir por água nova. Para aumentar, deve-se utilizar um produto restaurador ou promotor de dureza cálcica, seguindo as orientações específicas do produto adquirido.

Você sempre deve observar o aspecto da piscina e o que os seus usuários comentam. Alguém está tendo irritações nos olhos e pele? Os equipamentos mostram sinais de corrosão? Diversos problemas podem ocorrer e cada um tem a sua solução, ou seja, não existe um único item para cuidar de tudo. A presença de metais, por exemplo, pode deixar a água colorida. Uma aparência leitosa pode ser problemas de filtração. Manchas podem ser ocasionadas por um pH baixo.

Poucas pessoas sabem da importância da dureza cálcica, mas esse ponto é fundamental para promover a saúde da piscina e, consequentemente, dos banhistas. Se você perceber quaisquer problemas e alterações na sua, siga as orientações acima! Procure realizar a limpeza e as análises semanalmente, e não deixe de buscar o auxílio de profissionais e empresas especialistas no assunto. Assim, você terá uma área de lazer impecável e pronta para qualquer época do ano.

Você já está por dentro de assuntos como dureza cálcica, então vai aproveitar ainda mais o nosso material rico. Que tal baixar agora mesmo o e-book “Manutenção de piscinas: guia para iniciantes”? Boa leitura e até a próxima!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert