VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Uma piscina é sempre muito tentadora, e nos dias mais quentes o desejo de dar um mergulho é inevitável. Porém, antes de aproveitar o dia de sol, é preciso observar a qualidade da água. A água de piscina própria para o uso deve estar regulada e não pode apresentar uma aparência turva, esverdeada ou gordurosa.

O ideal é que se mantenha a piscina sempre tratada para que ela esteja pronta para ser utilizada, e para isso o controle é essencial. Observar a água é o primeiro passo para saber se ela apresenta a qualidade adequada para mergulhos, porém, apenas olhar não é suficiente.

Nem todo problema com a água da piscina pode ser detectado pelos sentidos, e quando se trata de pH ou alcalinidade, o que permite detectar o problema são os testes encontrados no mercado, que apontam as taxas e teores da água da piscina.

Através do resultado desses testes é possível determinar qual é o tratamento que ela necessita. Então, a água de piscina própria para uso somente pode ser considerada como tal depois de ser observada e testada. A seguir, explicamos para você como realizar esses testes e quais aspectos observar ao analisar a piscina da sua casa.

Acompanhe!

pH e alcalinidade da água de piscina própria para o uso

O pH é um índice que determina a acidez da água. A escala de pH varia entre 0 e 14, sendo que os valores de 0 a 6,5 indicam que a água está muito ácida; os valores entre 7,6 e 14 indicam que ela apresenta aumento da basicidade e os valores entre 6,5 e 7,6 apontam uma água neutra.

Para conseguir uma água de piscina própria para uso, o pH não pode ser mantido nem muito alto, nem muito baixo. O ideal é que permaneça dentro dos valores neutros, sendo o pH mais indicado entre 7,0 e 7,4.

Já a alcalinidade da água é a medição dos sais minerais que ajudam no controle do pH, e ela também precisa estar dentro do teor ideal para que a água esteja apropriada para mergulho. O teor de alcalinidade da água deve estar entre os valores 80 e 120 ppm.

A leitura do pH e da alcalinidade

Tanto o pH como a alcalinidade podem ser medidos com fitas para teste da água de piscinas ou com estojos de testes. O teste vai reagir segundo a composição química da água da sua piscina e vai indicar os teores.

Após analisar o resultado, você poderá tratar a água com o produto mais indicado, seja para elevar o pH, seja para baixá-lo ou para controlar a alcalinidade. Para isso, basta fazer a coleta de uma amostra da água e realizar o teste segundo a instrução do fabricante, pois ele varia segundo o tipo de teste escolhido.

A adição de cloro na piscina

Os parâmetros de pH e alcalinidade da água da piscina são importantes, mas não são o único cuidado que se deve ter com ela. Além de verificar o seu pH, também é preciso observar o cloro residual para se conseguir uma água de piscina própria para uso.

O cloro é adicionado à água para fazer a sua desinfecção, eliminando microrganismos e deixando a piscina mais segura para o mergulho.

O cloro adicionado reage com os agentes orgânicos e um pouco dele permanece na água para tratar novos contaminantes. Mas, o teor de cloro que fica na água deve estar na medida exata para não oferecer risco ao banhista, sendo o ideal entre 05 e 2 ppm.

Os testes de cloro indicam a dosagem dessa substância na água. Para que ela esteja apropriada deve-se fazer a medição desse teor frequentemente, porque o cloro é consumido de maneira variável, segundo a incidência solar, o número de pessoas na água, a poluição e a temperatura.

O baixo teor de cloro deve ser corrigido através da adição de cloro à água. Seu excesso é tratado com produto específico para baixar o teor quando ele estiver muito alto. Quando o cloro mostra uma pequena variação acima do teor ideal, ele pode reduzir-se sozinho. Porém, é preciso esperar que atinja o nível ideal para banho, do contrário pode causar complicações, como alergias e ardência no olhos.

Problemas que podem se manifestar na água da piscina

Os teores de cloro, a alcalinidade e o pH da água são problemas detectáveis através dos testes, porém, como dito no começo, a água da piscina pode apresentar outras características que mostram que ela está imprópria para o banho.

A água de piscina própria para uso deve estar cristalina e com os parâmetros dentro do ideal. Caso ela apresente um dos problemas listados abaixo, é preciso tratar a água antes de liberar a piscina para mergulhos.

Sinais de que a água precisa ser tratada:

Turbidez

O que causa a turbidez da água da piscina são micropartículas em suspensão na mesma que dispersam e absorvem a luz. O tratamento é feito basicamente com óxido de alumínio.

Água esverdeada e turva

A água da piscina fica esverdeada e turva devido à presença de algas. Esse problema é solucionado com um produto específico para combater algas (algicida).

Água gordurosa

Esse problema se manifesta mais intensamente no verão, quando o uso de protetor solar é mais frequente, sendo ele a causa da camada gordurosa na superfície. Basta tratar a água com produto específico para brilho e realizar a filtragem.

Água marrom, verde ou preta após a adição do cloro

A cor mais escura da água pode ser ocasionada pela presença de metais pesados ou então de partículas de origem inorgânica. O tratamento é feito com produtos químicos para equilibrar a composição da água.

Aspecto leitoso

O aspecto leitoso da água pode ser ocasionado por problemas corriqueiros, como pouco tempo de filtração da água, parâmetros inadequados para alcalinidade, pH e cloro, ou então a presença excessiva de barrilha leve e matéria orgânica. Deve-se identificar a causa através dos testes e proceder de acordo com o resultado obtido.

Cheiro forte de cloro

Ao contrário do que se pensa, o cheiro forte de cloro na água não é indício de seu excesso, mas sim falta. O cheiro forte, assim como a ardência nos olhos, são ocasionados por um subproduto do cloro, a cloramina,  resultante da reação entre o cloro livre em baixas concentrações e a matéria orgânica presente na água.  A solução é fazer a supercloração com Cloro hth®.

Sujeira no fundo

A sujeira no fundo das piscinas indica a necessidade de aspiração do fundo para eliminar esses resíduos. A solução é simples: utilizar o equipamento específico para essa tarefa..

Em resumo, para alcançar o equilíbrio de uma água de piscina própria para o uso, observe o aspecto da água, analise o seu odor e também realize os testes para conferir os parâmetros da água. Em caso de irregularidades, basta fazer a correção do problema utilizando os produtos específicos para cada caso, e se tudo estiver ok, aproveite o mergulho!

Que tal aprender um pouco mais sobre como manter a água de piscina própria para o uso? Veja como manter sua piscina sempre pronta para um mergulho e tenha uma piscina sempre limpa e cristalina.

Powered by Rock Convert

POSTS RELACIONADOS


Share This