VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Você já ouviu falar em manchas na piscina? Atualmente, esse é um problema relativamente difícil de acontecer, mas que, quando surge, pode causar frustrações aos moradores que prezam por um visual impecável em suas áreas de lazer. 

Isso porque, a complicação consegue aparecer em qualquer tipo de material, gerando prejuízos estéticos significativos e, em algumas situações, até comprometendo a qualidade da água. Assim, se você não deseja sofrer tal incômodo, é sempre bom entender a fundo as razões da complicação. Afinal, quais são as principais causas das manchas na piscina? Como fazer para acabar com esse visual e garantir um revestimento intacto por mais tempo? 

Essas e outras perguntas serão respondidas no post de hoje. Abaixo, te contamos os pontos que merecem atenção e os próximos passos para que você não tenha dores de cabeça no futuro. Acompanhe para saber mais!

Quais são os tipos mais comuns de manchas na piscina?

Quando instalamos uma piscina em casa, esperamos que a estrutura permaneça sempre com a água limpinha e cristalina. Porém, é provável que, com o tempo, algumas manchas comecem a aparecer no local, interferindo em sua estética. 

Tal problema consiste na alteração da tonalidade do tanque, devido ao acúmulo de micro-organismos ou agressões diversas. Normalmente, quando as manchas surgem em tons avermelhados ou escuros, significa que elas estão relacionadas aos metais causadores de manchas e presentes na água. Entre eles, destacamos o cobre, o ferro e o manganês. 

Temos também as manchas em cores esverdeadas, que estão mais relacionadas a elementos orgânicos. Esse é o caso das folhas ou da proliferação de algas. Por essa razão, é muito importante identificar a causa real, para então, partir para o melhor tratamento. 

Quais as principais causas do problema?

Como falamos acima, existem várias razões para o aparecimento de manchas na piscina. Abaixo, vamos explicar melhor sobre as principais para que você fique sempre atualizado. Vamos lá? 

  • resíduos orgânicos: algas, galhos, sementes ou folhas que entraram em contato com o revestimento; 
  • parâmetros químicos: em geral, há uma quantidade específica de produtos químicos que devem ser aplicados na água. E, quando as medições não se encontram no nível correto, elas podem resultar em manchas. Assim, é necessário sempre analisar a alcalinidade, o cloro livre e o pH da piscina; 
  • metais: uma vez em contato com a água por um longo período, o ferro, o cobre e demais metais podem provocar manchas no local. Logo, é necessário conhecer bem a composição da água, para então, saber os melhores modos de tratá-la; 
  • infiltração: piscinas compostas por revestimento de azulejo podem apresentar fissuras, favorecendo a entrada de sujeira na estrutura. Consequentemente, toda a base do material passa a escurecer ao entrar em contato com essas impurezas.

Como acabar com as manchas na piscina?

Assim que identificar as manchas na piscina, chega o momento de descobrir como acabar de vez com o problema. Nessa etapa, é importante analisar bem a água, a estrutura do tanque e, inclusive, os parâmetros químicos da piscina. Somente com uma análise minuciosa, será possível eliminar as imperfeições de um modo satisfatório. Veja abaixo alguns métodos.

Faça um “tratamento de choque” 

Quando as manchas são causadas por elementos orgânicos, você pode realizar um “tratamento de choque”, adicionando uma dose extra de cloro na água. Contudo, é válido saber que não é recomendado aplicar uma quantidade além de 20 gramas/m³ do componente e, inclusive, será preciso fazer uma boa escovação no local em seguida. 

Reduza o pH

Uma informação relevante é que as piscinas fabricadas a partir de vinil ou fibra podem ter as suas manchas removidas com a diminuição do pH — para níveis inferiores a 6,8. 

Nesse processo, todas as partículas responsáveis por alterar a cor do local sofrerão “oxidação”, já que a água ficará mais ácida. Dessa forma, será mais fácil remover as imperfeições e garantir um visual límpido.

Use o tablete de tricloro 

Para as estruturas com revestimento em pastilha, porcelanato ou azulejo, a recomendação é despejar um tablete de tricloro diretamente na superfície que está com manchas. Também é importante esfregar bem o local para agilizar a limpeza. 

Viu só? Por último, e caso queira mais eficiência daqui para frente, considere contar com o acompanhamento de profissionais especializados no ramo. 

A Pool Rescue, por exemplo, atua no mercado realizando tratamentos para manchas na piscina, eliminando qualquer sujeira e garantindo um visual impecável para o local. Para saber mais, aproveite a leitura e entre em contato conosco. Em breve, o nosso time de consultores responderá às suas questões!