VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Piscina em casa é sinônimo de churrasco mais divertido no final de semana, crianças mais entretidas no período de férias e, claro, conforto para você que não precisa nem sair de casa para curtir sua folga com a família. Mas você já pensou nos gastos que estão relacionados ao consumo de energia na piscina e sua manutenção?

Ter uma piscina em casa pode te dar muita dor de cabeça se você não está preparado para lidar com a demanda de manutenção necessária. Além disso, se você não tem um planejamento, o consumo de energia na piscina pode ser muito mais alto do que deveria.

Para fugir desse perigo, algumas dicas são essenciais para diminuir o consumo de energia na piscina e fazer desse espaço mais um lugar de diversão em família.

Escolha o tamanho da piscina ideal para residência

Se você ainda está em processo de escolher o tipo de piscina que terá em casa, pensar com cuidado no tamanho da piscina é fundamental para evitar gastos desnecessários. Primeiro, quanto maior a piscina, maiores serão as suas despesas com manutenção e equipamento, o que pode trazer grandes problemas para você.

Saber escolher o tamanho certo, então, se torna ainda mais importante. Se você pretende usar sua piscina apenas em dias de festas pequenas com seus amigos e família, por exemplo, não é necessário que ela seja muito grande.

O tamanho de piscina ideal para residência vai depender, também, do espaço que você tem disponível em seu jardim.

De um modo geral, mesmo piscinas pequenas exigem espaço e cuidados. Já quanto a profundidade, é recomendado que ela não passe de 1,40 metro, o que já é suficiente para a prática de natação.

O tamanho e profundidade de sua piscina definirão o gasto que você terá com bombas de água e produtos químicos necessários para o tratamento da água. Piscinas maiores exigem por bombas mais potentes, que também são sinônimos de maior consumo de energia na piscina.

Pedir o conselho de especialistas vai ser fundamental para que a escolha da piscina não te traga dor de cabeça.

Opte por mais conforto: uso de aquecedor de piscina

Para quem gosta de piscina em qualquer tempo, incluindo nos dias mais frios do inverno, ter um aquecedor de piscina é muito útil. Existem aquecedores de piscina em diversos modelos, como já dissemos neste outro artigo aqui no blog, e a escolha do aquecedor certo pode fazer uma grande diferença em seu bolso.

Enquanto alguns aquecedores, como a bomba de calor, utilizam a energia elétrica para esquentar a piscina, outros modelos são bem mais simples e transformam a luz do sol em combustível para deixar a água morna.

O aquecedor solar, como é conhecido, tem como vantagem a ausência de custos fixos mensais, já que não é necessário nenhum tipo de combustível para que ele funcione.

Ainda assim, é necessário fazer manutenção ocasional e verificar o aquecedor sempre que puder, para ter certeza de que tudo está funcionando corretamente. Além disso, a eficiência do equipamento também dependerá do tamanho da piscina e, claro, do clima! É importante que eles fiquem completamente expostos ao sol durante todo o dia.

Saiba da importância do tratamento da piscina

Ter a manutenção em dia é um passo fundamental para evitar problemas com piscinas, que podem chegar a ter até mesmo proliferação de doenças. Para proteção de sua família e garantia de que a piscina só trará diversão, é importante que você mantenha uma rotina de manutenção da água e dos equipamentos.

Junto com o tamanho e instalação da piscina, os equipamentos também são grandes culpados do alto consumo de energia na piscina. A depender da bomba que você utilizar, ou mesmo da constância que você mantém o equipamento ligado, sua conta de luz pode aumentar substancialmente.

Para cortar esses gastos, é necessário, primeiro, entender o básico da manutenção de piscina e qual a importância de cada um dos itens.

Além da limpeza externa da piscina, que inclui limpar a região do jardim para evitar que folhas e outros tipos de sujeira não caiam na água, é preciso manter também ao menos bomba, filtro e uso de produtos químicos.

Bomba

Realizar a limpeza mecânica na piscina, retirando todas as sujeiras, como terra, folhas e qualquer outro resíduo físico, é fundamental para que a piscina seja só espaço de diversão. Essa limpeza deve ser realizada regularmente e podem ser utilizados métodos manuais para complementar a limpeza realizada pela bomba.

Como um equipamento elétrico, claro, a bomba pode consumir bastante energia, o que exige que você faça uma boa escolha do material na hora de montar sua piscina.

Especialistas recomendam que você mantenha a bomba ligada por até 6 horas por dia, tempo o suficiente para manter os agentes químicos devidamente misturados à água, por exemplo.

Filtro

Ainda que muitos se esqueçam da importância do filtro de piscina, esse equipamento é imprescindível. Afinal, é ele que tira os resíduos grosseiros da água, como a areia, e a falta desse equipamento vai pesar inclusive em seu bolso.

Sem um filtro de piscina eficiente, você passará a gastar mais com produtos químicos tentando deixar a água mais limpa. E não vai conseguir! Tem coisa que só um bom filtro e uma boa bomba podem resolver para você.

Manipulação ideal de produtos químicos

É importante que o tratamento químico de piscina não seja negligenciado, também, já que é ele que garante que a água permaneça limpa e de bom aspecto. Além disso, esse tratamento evita a proliferação de doenças na piscina, principalmente aquelas provocadas por mosquitos, como a dengue.

Em um outro artigo no blog, explicamos tudo sobre limpeza de piscina com produtos químicos e indicamos para você como identificar se a piscina está própria para uso!

Entenda como você pode economizar no consumo de energia na piscina

Você pode começar a economizar no consumo de energia na piscina agora mesmo, com alguns passos que nem sempre exigem grandes investimentos.

Uma dica de ouro é você optar por instalar um temporizador na bomba. O temporizador liga e desliga a sua bomba automaticamente, sem mais comandos, o que evita que você esqueça a bomba ligada por mais tempo que o necessário.

Outras dicas para economizar no consumo de energia na piscina são:

  • Aumente o diâmetro dos tubos ligados à bomba;
  • Alinhe os tubos em 45 graus, em vez de 90, ajudando a gastar menos energia com um mesmo processo;
  • Verifique sempre se o filtro de sua piscina está funcionando bem;
  • O uso da bomba certa pode te fazer economizar com energia elétrica na piscina!
  • Se você quiser um redução, ainda maior no consumo de energia, opte pelas bombas de velocidade variável. Essas bombas chegam a economizar 90% da energia gasta por uma bomba convencional.

Anotou todas as nossas dicas e está pronto para ter a piscina perfeita? Confira nossos equipamentos para piscina e veja como podemos te ajudar a economizar no consumo de energia na piscina!

Powered by Rock Convert

POSTS RELACIONADOS


Share This