VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Vivemos em um país tropical, cheio de maravilhas e de clima naturalmente elevado. A média de temperatura do Brasil gira em torno dos 25 °C a 27 °C e no verão a tendência é que o calor aumente bastante.

Com a chegada dessa estação, a piscina vai se tornando o centro das atenções e começa a ter uma movimentação muito maior. Exatamente por isso é necessário ter uma rotina de limpeza de piscinas regular.

Por isso, trouxemos algumas dicas para te ajudar a mantê-la sempre limpa e segura!

1. Tenha cuidado com a área externa

Claro que a limpeza da piscina em si é importante, mas já parou para pensar o quanto é importante que a área externa também seja higienizada?

Fatores como a circulação de pessoas e animais, presença de plantas e a ação do vento podem colaborar para levar sujeira do exterior para dentro da piscina. Por isso, você precisa limpar diariamente a arte externa, a borda e o deck.

Sempre limpe de dentro para fora, ou seja, comece pela borda e siga limpando em direção oposta à piscina. Dessa forma, você evita que poeira, folhas e outros elementos caiam em seu interior.

Além disso, o entorno do parque aquático também merece atenção. Faça um estudo do fluxo de movimento das pessoas até a piscina e procure manter esses ambientes sempre limpos, para que não contribuam em levar sujeira e objetos estranhos ao local.

2. Fique de olho no skimmer e no pré-filtro para garantir a limpeza das piscinas

O skimmer (também chamado de coadeira) é um dispositivo que fica na lateral da piscina e tem a função de captar sujeiras na superfície da água. Sua limpeza deve ser feita semanalmente, de forma a garantir o bom funcionamento do aparelho. Para isso, abra-o e remova do coletor tudo o que ficou retido ali.

Já o pré-filtro tem a função de aspirar e filtrar sujidades maiores que não tenham sido aspiradas pelo skimmer — evitando que esses elementos estranhos prejudiquem o funcionamento da bomba. Sua limpeza pode ser realizada mensalmente ou quando você notar que há excesso de sujidade na água. Assim como o skimmer, a limpeza do pré-filtro deve ser feita manualmente.

Fazendo a limpeza regular desses dispositivos, você garante uma perfeita circulação da água e que não haja objetos estranhos em seu interior e superfície.

3. Atente-se à superfície e às paredes

Mesmo com o skimmer e o pré-filtro, alguma coisa pode permanecer na água. Por isso, você deve ter uma rotina diária de peneiração para retirar folhas, insetos, galhos ou qualquer outro detrito que possa estar ali.

Já para a limpeza das paredes, você deve utilizar uma escova de piscina com cerdas macia. Assim, você remove gordura corporal, restos de filtro solar e até mesmo suor dos banhistas, que podem acarretar no surgimento de algas, bactérias, fungos e na aparição de manchas nessas superfícies.

Esse procedimento deve ser realizado semanalmente e, para ele, não podem ser usadas escovas com cerdas metálicas ou palha de aço, pois isso certamente danificará permanentemente o revestimento da piscina.

4. Faça a decantação e depois aspire o fundo

A decantação é um processo que separa os elementos sólidos da água da piscina, ou seja, ele separa as partículas de sujidade das partículas de água. Esse processo é feito através de um decantador de piscina.

Aplique-o e espere o prazo mínimo de 12 horas — ou a duração indicada na embalagem do produto. Após esse tempo, já pode ser feita a aspiração, pois os detritos já se encontrarão depositados no fundo da piscina.

O trabalho fica muito mais fácil dessa forma, mas fique atento: essa é a etapa mais minuciosa e que requer muito cuidado. Você deve realizar essa limpeza lentamente, para evitar que as partículas que você acabou de separar misturem-se novamente à agua. Tenha atenção especial aos cantos, onde costuma se acumular a maior parte da sujeira.

5. Controle o pH, a alcalinidade e o cloro

Nem toda sujeira é visível aos olhos, por isso o tratamento químico da água também é necessário. Isso inclui a cloração, o controle do pH e o controle da alcalinidade.

Alcalinidade

A alcalinidade é a capacidade que a piscina tem de neutralizar ácidos e, consequentemente, manter seu pH estável. Todos os parâmetros influenciam no equilíbrio químico e também no conforto dos banhistas, porém deve-se dar uma atenção especial à alcalinidade, já que quando mantida nos parâmetros ideais, o pH se estabiliza mais facilmente — dispensando correções frequentes, o que gera maior economia e praticidade na limpeza.

Para verificar a alcalinidade da piscina é necessário utilizar um kit de teste de alcalinidade ou uma fita teste. A utilização do kit é mais recomendada, pois ele proporciona maior precisão. Se os valores estiverem fora dos parâmetros — que são entre 80 e 120 ppm —, você precisará corrigi-los.

pH

A sigla pH significa “potência de hidrogênio”. Trata-se da medição de íons de hidrogênio dispersos na água e isso determina se ela está ácida, neutra ou alcalina (básica).

O controle do pH é primordial para sua qualidade e também para a durabilidade da piscina e de seus equipamentos. Alguns motivos para a correção do pH são:

  • caso a água esteja muito ácida, ou seja, com pH baixo, os produtos químicos utilizados para o tratamento apresentarão resultados ineficientes;
  • caso o pH esteja baixo, os banhistas podem sofrer irritações e partes metálicas dos equipamentos podem ser danificados devido ao processo de corrosão da água causado pela sua acidez;
  • caso ela esteja muito alcalina (com pH alto), os produtos de desinfecção serão ineficazes, comprometendo a qualidade da água, que se tona turva — iniciando, assim, o processo de formação de calcário nas tubulações e equipamentos.

Portanto é extremamente necessário que o pH esteja neutro. O valor ideal é entre 7,2 e 7,6.

Cloro

O cloro sempre foi indispensável para o tratamento da piscina e para que ela se mantenha em condições adequadas de banho. Ele desinfeta e mata microrganismos prejudiciais à saúde. Quando dissolvido na água, também atua como bactericida, fungicida, germicida, algistático e algicida.

Como você pode perceber, manter uma piscina demanda muito cuidado, trabalho de manutenção e limpeza constante, de forma a garantir a qualidade da água e a saúde dos frequentadores.

Com essas dicas, vai ser muito mais fácil manter uma rotina de limpeza de piscinas e ter uma qualidade de água impecável para os banhistas! Agora que você já sabe cuidar das águas, que tal pensar na segurança? Confira nosso post sobre a importância da cerca para piscina para um parque aquático mais seguro.

POSTS RELACIONADOS


Share This