VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

A combinação entre sol e piscina é excelente para os dias quentes de verão, certo? No entanto, poder utilizá-la somente com altas temperaturas é bastante injusto. Por esse motivo, instalar um aquecedor tornou-se a melhor solução para quem deseja aproveitar bem todas as outras estações do ano.

Faça chuva, frio ou sol, o uso contínuo da piscina é desejável para quem possui uma área de lazer em casa. Por isso, investir em novos métodos para deixá-la disponível todos os dias é, sem dúvidas, uma grande vantagem.

Para compreender melhor as funcionalidades de um aquecedor de piscina, acompanhe nosso artigo e elimine todas as suas dúvidas!

O que é um aquecedor de piscina?

Como o próprio nome diz, trata-se de um sistema responsável por aquecer a temperatura da água, permitindo que ela esteja sempre adequada para o uso.

Durante os meses mais quentes do ano, a água na piscina não chega a ficar muito gelada, pois o clima exterior ajuda a manter a temperatura amena. Além disso, ainda que ela esteja fria, o calor a torna convidativa para se refrescar.

Porém, nos dias quentes, logo pela manhã e no final da tarde, quando a temperatura é mais amena, ou nos períodos mais frios do ano, a água fria já não agrada tanto assim. Por isso, as pessoas optam pelo aquecedor para ser utilizado nessas situações.

No Brasil, os aquecedores mais comuns são: sistema a gás, troca de calor e sistema solar. Veja, com mais detalhes, como funciona cada aquecedor:

  • aquecedor solar: no geral, esse modelo é composto por coletores formados por mangueiras que se conectam a placas já expostas ao sol. O material dessas placas pode variar de acordo com a estrutura da piscina, mas, normalmente, elas são produzidas com borracha de EPDM, polipropileno ou tubos de vidros especiais;
  • bomba de calor: esse tipo de aquecedor é um equipamento estruturado por meio de um gabinete. Sua função é absorver e transferir todo o calor coletado do ar externo diretamente para a água da piscina;
  • aquecedor a gás: é um sistema que utiliza a própria queima de gás para aquecer um mecanismo de troca de calor com a água da piscina.

A diferença entre esses tipos está relacionada à fonte de energia utilizada. Vale ressaltar que todos cumprem a mesma missão de aquecer uma piscina, mesmo aplicando métodos diferentes.

Semelhantemente a um spa, uma piscina aquecida garante mais momentos de diversão junto à família e aos amigos, já que sua função será manter a água em uma temperatura agradável para uso, proporcionando uma experiência ainda mais atraente e saudável para todos.

Como funciona?

Como você leu mais acima, é possível escolher até 3 tipos de aquecedores (capazes de cumprir o mesmo propósito). Contudo, apesar dessa grande semelhança, é importante conhecer melhor os processos que permitem o aquecimento da água, ou seja, seu funcionamento.

No geral, essas 3 formas possuem sistemas hidráulicos parecidos, cuja principal função é acionar uma bomba que leva a água da piscina e, depois, retorna com ela aquecida. Outro fator que se iguala é o sistema de temperatura medido por sensores, equilibrando os níveis de aquecimento.

Mas existem outros elementos que são divergentes. E são exatamente esses detalhes que podem te influenciar no momento de compra ou no tipo de piscina que você possui.

Aquecedor solar

O aquecedor solar capta a radiação do sol por meio de placas de plástico polypropileno preto — que são as mais utilizadas para as piscinas — ou, então, com borracha flexível e tubos plásticos, de alumínio, de vidro ou de cobre.

O aquecedor solar depende exclusivamente das condições climáticas. Por isso, é indicado instalar os coletores em locais que possam ficar mais expostos ao sol, como telhados, lajes ou o chão.

E isso sempre apontando para o Norte, para garantir uma boa incidência de radiação sobre o material. É essencial evitar sombras, para aproveitar ao máximo a luz solar.

A quantidade de material utilizado para a captação da energia solar dependerá do tamanho da piscina a ser aquecida. Geralmente, no caso das placas, utiliza-se entre 7 e 12 delas, com medida de 4,5 m², para se aquecer piscinas residenciais.

Entretanto, essa não é uma regra. Como já dito, é essencial avaliar o tamanho do espaço para calcular, com exatidão, a quantidade de energia solar a ser captada.

Para aquecer a água, esse sistema a bombeia para dentro de seus coletores; assim, o calor coletado do sol é transmitido para a piscina, sendo que esse processo permite seu aquecimento.

O sistema chega a aquecer a água até 8°C acima de sua temperatura natural. Nas regiões mais frias, se ela estiver muito gelada, o resultado pode não ser o esperado. Isso porque é possível atingir 14°C e, assim, o aquecedor solar garantiria no máximo 23°C.

Por essa razão, é muito comum complementar o equipamento com um sistema secundário, como o aquecedor de troca de calor ou o de gás.

De toda forma, esse sistema de aquecimento é econômico e sustentável, já que utiliza um recurso natural renovável. Ele consome energia elétrica somente para acionar a bomba que leva a água da piscina para os tubos.

O valor médio de investimento para esse caso é de cerca de R$ 220,00 para cada m². Em comparação com outros modelos, ele pode gerar uma redução de 70% nos gastos com energia.

Bomba de calor

Já a bomba de calor — também conhecida como trocador de calor — é um sistema eficiente e moderno. Apesar de se tratar de um aquecedor, ela não trabalha da maneira convencional, como o elétrico. Por isso, é mais econômica do que ele.

Seu funcionamento pode ser comparado ao de um ar-condicionado, porém de maneira invertida. A principal finalidade, aqui, é captar o calor externo e intensificá-lo ainda mais, por meio de um compressor.

Não haverá a geração de calor convertendo energia elétrica em térmica, mas sim a extração desse calor do próprio ambiente externo. Ele transfere-se por uma serpentina, onde a água passará e será aquecida. É possível atingir até 36°C com ele.

Esse sistema é capaz de aquecer a água mesmo em dias frios. Sua instalação é rápida e descomplicada, mas observa-se uma demora no processo. O primeiro aquecimento pode demorar entre 2 e 3 dias, mas, depois desse tempo, basta ativá-lo por algumas horas todos os dias para manter a água quente.

O tamanho do sistema deve atender, particularmente, a cada caso. A indecência de vento, o tamanho, o tipo de piscina e a área, entre outros fatores, podem gerar variações. Espaços muito grandes precisarão, possivelmente, de diversos trocadores de calor para aquecer a água.

Recomenda-se fazer a instalação sempre em locais abertos e, para que seja viável para o bolso, não é indicado instalar a bomba de calor em piscinas pequenas (de até 800 litros).

Isso porque o investimento nesse equipamento varia entre R$ 5 mil e R$ 15 mil, dependendo do volume da piscina a ser aquecida. Assim, se for necessário mais de um aparelho, o orçamento será alto.

Aquecedor a gás

Por último, o aquecedor a gás é ideal para quem não deseja ser dependente do clima para ter sua piscina aquecida. Mesmo nos meses mais frios, esse modelo de aquecimento pode garantir 30° C para a água.

Ele se difere dos outros equipamentos por possibilitar, também, a instalação de um sistema secundário. Possuindo um aquecedor que é abastecido por gás, ele sistema permite que a água seja circulada por tubos trocadores de calor.

Essa água passa pelas chamas e retorna aquecida para a piscina. Ao contrário da bomba de calor, esse aquecedor é indicado para piscinas menores, com até 150 m³. Além disso, o custo dos equipamentos ficaria elevado — afinal, mais volume de água implica na necessidade de potência mais elevada, que pede a instalação de outro aparelho.

Em comparação com os modelos elétricos, o aquecedor a gás é mais econômico. Para gerar ainda mais redução de gastos, o ideal é que o primeiro aquecimento feito com o sistema seja programado para um período de 12 a 18 horas.

Depois disso, a água estará quente e será possível reduzir sua potência a um valor suficiente para manter a temperatura. O ideal é fazer a instalação fora da casa de máquinas da piscina.

Deve-se considerar que esse aquecedor trabalha com um sistema de gás, portanto é preciso atentar-se quanto a questões de segurança. Também é necessário um local espaçoso, que comporte o volume dos equipamentos. O investimento médio, para uma piscina com 30 m², é de R$ 6.500,00.

Qual é a temperatura ideal da água?

Como podemos notar, é possível atingir temperaturas variadas para a água da piscina, seja nos dias quentes ou naqueles mais frios. Embora possamos regulá-la conforme nossa vontade, o ideal é mantê-la dentro dos parâmetros indicados para garantir a saúde dos banhistas.

Espaços frequentados apenas por adultos podem permanecer entre 18 e 25°C. No caso das crianças, o recomendado é que se mantenha de 25 a 28°C. Para academias que oferecem aulas de hidroginástica e natação, o valor pode chegar a 32°C.

Por isso, o ideal é regular a temperatura de acordo com quem utilizará a piscina. Em residências, onde adultos e crianças fazem uso desse espaço de lazer, pode-se estabelecer 25°C. Assim, trabalha-se com o máximo para adultos e o mínimo para crianças, ficando dentro dos parâmetros saudáveis para ambos.

A água muito quente pode causar desconfortos, queda na pressão arterial, complicações cardíacas e ressecamento da pele ou dos cabelos. Em pessoas sensíveis, promove queimaduras e alergia. Por isso, é importante manter uma temperatura correta.

Quais são as vantagens de um aquecedor?

A vantagem número 1 de se instalar um sistema de aquecimento na piscina é o fato de poder aproveitá-la em qualquer época do ano. No caso de quem tem filhos e não consegue conciliar as férias no trabalho com o recesso escolar, o espaço aquecido é uma opção de lazer para os pequenos durante o mês de julho (muito frio no Brasil).

Também é interessante ter o aquecimento quando a piscina é utilizada logo pela manhã ou de noite, já que esses são os períodos livres de várias pessoas. Nesses horários, o clima ameno pede uma água aquecida — e tais sistemas permitem um mergulho (ou treino).

Além de poder usar o espaço de lazer em qualquer horário e estação do ano, sem medo de pegar um resfriado ou congelar, existem também outras vantagens que podem ser bem interessantes.

Se você está procurando por um aquecedor sustentável, mas que também não esvazie seus bolsos, a melhor opção continua sendo recorrer ao sistema solar. Ele é considerado uma fonte de energia inesgotável, já que depende do sol para aquecer sua piscina.

Além disso, ao utilizar esse aparelho, você pode economizar até 70% em relação aos demais modelos disponíveis no mercado. No entanto, se o seu desejo é instalar um aquecedor a gás, também temos boas notícias para sua aquisição.

Diferentemente do aquecedor solar, esse sistema não depende unicamente das condições climáticas para esquentar sua piscina. Portanto, em qualquer estação do ano, por mais frio que esteja, você conseguirá se aquecer, sendo que a única necessidade é o próprio gás.

Mas não é somente isso: trata-se de um equipamento muito seguro. Caso a chama se apague, ele automaticamente será desligado, evitando demais acidentes.

Por fim, a bomba de calor também oferece suas vantagens, principalmente para quem busca uma instalação mais simples e prática. Além disso, se você possui uma academia, escola ou clínica, entre outros estabelecimentos, indicamos que opte por esse modelo (ideal para tais casos).

Aproveitar uma piscina quentinha é um dos grandes prazeres da vida. Por isso, diversas pessoas estão buscando condomínios, academias e outros locais que oferecem esse suporte.

Dessa forma, cresce também o número não somente de casas, mas de empresas que resolvem investir na nova tendência, a favor do conforto e da comodidade.

A piscina aquecida tornou-se, ainda, referência em saúde. A água quente é uma excelente alternativa para tratamentos fisioterapêuticos e respiratórios: isso indica que o sistema é prático também para manter a qualidade de vida.

A água quente ajuda também na vasodilatação e, por isso, é uma opção para quem sofre com hipertensão, mas gosta de aproveitar os mergulhos na piscina.

Como você deve ter percebido, instalar um aquecedor de piscina é uma opção muito vantajosa! Quer conhecer outros conteúdos e aprender ainda mais? Então, curta nossa página no Facebook e acompanhe nossos conteúdos!

Powered by Rock Convert

POSTS RELACIONADOS


Share This