VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

A sua piscina está com o mesmo visual de alguns anos atrás e isso já começou a te incomodar? Não se preocupe, porque é possível dar cara nova para ela com algumas pequenas mudanças, e os acessórios para piscinas são os seus aliados nessa tarefa.

Nem sempre é necessário fazer uma grande reforma para conseguir alcançar um resultado diferente e mais moderno para a área da piscina. Com luzes, cascatas e alguns detalhes, você pode fazer isso.

Confira, neste post, algumas ideias que podem ser implementadas facilmente para fazer com que a sua piscina seja totalmente renovada sem complicações ou grandes investimentos:

Hora de dar uma cara nova para a sua piscina

Com o tempo, os ambientes da nossa casa começam a ficar cansativos, e a alternativa que encontramos é mudar a decoração ou fazer pequenas reformas, que dão novos ares para eles. Assim, ganhamos um espaço diferente, que traz, também, novas possibilidades.

O mesmo acontece com a piscina, que pode ficar monótona com o tempo. Para que ela não fique esquecida ou abandonada e volte a ser atrativa e interessante, podemos fazer algumas mudanças na sua estrutura.

Incorporar novos elementos e acessórios na piscina permite que ela ganhe um visual diferente e que possa ser explorada de outras formas. O melhor é que é possível fazer isso sem precisar recorrer a grandes reformas nesse espaço.

Veja, a seguir, algumas dicas de como você pode renovar a piscina e a área ao seu redor sem precisar de um grande orçamento ou de mudança radicais.

1. Aproveite o charme das cascatas

O barulho da água caindo é muito relaxante e convidativo para mergulhos refrescantes. Na natureza, esse som cativa, e podemos desfrutar dessa sensação também em casa: basta instalar uma cascata na piscina.

As cascatas possuem mais de uma função, que fazem com que ela seja um acessório muito útil, por que:

1.1. A cascata movimenta a água

A água da piscina em movimento ajuda a manter a distribuição dos produtos utilizados e também facilita a ação do filtro. Ela impede que partículas se acumulem no fundo ou, pelo menos, minimiza esse problema. Dessa forma, a filtragem da água é mais eficaz e mantém a piscina sempre limpa.

1.2. A cascata tem um som relaxante

Como dissemos, o som da água caindo é relaxante. Por isso, as cascatas são acessórios para a piscina que as pessoas costumam instalar também para terem momentos de descanso.

A piscina pode ser uma opção para aliviar o estresse e o cansaço mental, mesmo que você não dê um mergulho. Somente o fato de escutar o barulho da água já ajuda a manter a mente livre de preocupações e de tensões do dia a dia.

1.3. A cascata decora a piscina

Não podemos negar que uma piscina com cascata tem um visual mais atrativo do que sem ela. É possível criar diversos estilos de decoração com uma cascata, que vão desde aqueles mais rústicos — com pedras e plantas reproduzindo um meio natural — até aqueles modernos — que utilizam luzes para colorir os feixes de água.

Existem cascatas de todos os estilos. Sendo assim, elas combinam com qualquer projeto de piscina. É possível instalar uma cascata, inclusive, em lajes. Nesse caso, ela forma uma parede de água, opção sofisticada e belíssima para decorar a área externa e valorizar a construção.

2. Instale cadeiras e bancos submersos

Nem sempre queremos nadar na piscina, e, para algumas pessoas, a borda é atrativa para ficar sentado à beira da água descansando. No entanto, podemos ter mais conforto do que isso — afinal, a borda pode ficar quente por causa do sol, e não é possível encostar em lugar nenhum. Então, a opção é instalar cadeiras ou bancos dentro da piscina.

Para quem deseja somente descansar enquanto se refresca na água, ficar em pé na piscina não é a melhor das opções. Então, uma cadeira submersa é a alternativa ideal para esse momento relax.

As cadeiras permitem que as pessoas fiquem em contato com a água da piscina de uma forma mais cômoda. Elas podem permitir manter praticamente todo o corpo submerso ou apenas os pés. Isso vai depender da preferência de cada pessoa e da arquitetura da piscina.

Nesse caso, é preciso que ela tenha partes mais rasas, mas, se esse não for o caso, ainda assim podemos instalar bancos. Eles não são tão confortáveis como as cadeiras ou espreguiçadeiras, mas também permitem o descanso e ainda podem compor um bar molhado.

Os bares molhados são uma ideia que surgiu em hotéis, clubes e pousadas que queriam oferecer para as pessoas um conforto a mais. Com isso, foi criado um ambiente onde as pessoas permanecem dentro da água, porém, sentadas em bancos e ao redor da bancada do bar.

Dessa forma, continuam a se refrescar enquanto conversam e interagem com outras pessoas, saboreando bebidas e petiscos.

Essa ideia não ficou restrita a esses estabelecimentos e também tem sido implementada em residências. É um modo de reunir a família e os amigos na piscina, mas de uma forma diferente da tradicional.

Para criar um bar molhado, é preciso instalar ou posicionar na água da piscina os bancos ou cadeiras voltados para a área onde serão servidas as bebidas. O resultado é balcão como o de um bar comum, porém, dentro da água.

No entanto, considere que sempre haverá a possibilidade de cair algum resíduo na piscina. Então, se você fizer uma reunião ou festa no bar molhado, mantenha a filtragem sempre ligada e se lembre de, depois, conferir todos os parâmetros da água para equilibrá-los se for preciso.

Tanto para cadeias como para bancos, tenha cuidado com o tipo de material escolhido. Considere que esses acessórios para piscina vão permanecer dentro da água e que precisam resistir à ação dela e dos produtos químicos utilizados no tratamento. Por isso, prefira peças de material adequado para piscinas. Não escolha apenas pela beleza.

3. Aposte na iluminação para criar um ambiente intimista

Um projeto luminotécnico incrementa qualquer tipo de ambiente e ajuda a transmitir sensações para as pessoas que estão ali. É por isso que as luzes estão sempre presentes na decoração de ambientes exteriores e interiores, e elas também podem ser utilizadas na piscina.

Além de conferirem um visual diferenciado para o seu projeto, as luzes também são uma forma de garantir segurança para os banhistas que gostam de mergulhar à noite e para quem caminha pela área externa nesse período.

Mesmo para piscinas que não tenham estrutura para iluminação no seu projeto inicial, é possível instalar as luzes. Assim, seja para as piscinas em construção, seja para aquelas já construídas, existe mais de uma forma de iluminá-las.

Atualmente, as opções de equipamentos para iluminação de piscinas são diversas. Isso permite criar um espaço único e totalmente personalizado. E melhor ainda: um espaço personalizável de acordo com o projeto luminotécnico que você elaborar.

Fique tranquilo, porque o nome é complicado, mas a execução desse tipo de projeto está simplificada atualmente.

No passado, era preciso ter um cuidado redobrado com a iluminação da piscina. Isso porque os spots e as lâmpadas que eram empregadas ofereciam risco de choque elétrico e exigiam uma manutenção mais constante e rigorosa.

Os materiais que contarmos hoje no mercado são mais seguros e duráveis. A tecnologia do LED é uma opção vantajosa porque, além de oferecer muita luminosidade e possibilidade de cores, ela também gera economia de energia elétrica.

O LED pode ser utilizado tanto dentro da piscina, nos spots de luz, como também ao seu redor, iluminando toda a área externa e criando um contexto agradável se o incluirmos ao paisagismo.

Além do LED, temos a tecnologia da fibra ótica, uma forte tendência para a iluminação de piscinas. Isso porque a fibra ótica é prática de ser utilizada, totalmente segura e oferece diversas opções para decoração da piscina.

A fibra ótica não mantém o contato de energia elétrica com a água, pois a luz é conduzida por meio de cabos. A durabilidade do sistema é ampla, e ele pode ser instalado em piscinas já construídas.

A sidelight é um exemplo de luzes de fibra ótica que são a opção de quem não tem estrutura para luzes no projeto. Trata-se de uma fita de fibra ótica que é instalada nas bordas da piscina e ilumina toda a sua volta.

Embora seja indicada para qualquer piscina, essa tecnologia fica interessante naquelas que possuem um formato diferente. Isso porque as luzes valorizam a arquitetura da piscina, as suas curvas e os seus detalhes.

Além dessas 2 opções, ainda temos os refletores flutuantes. Esse é um dos acessórios para piscina que você pode manter guardado na sua casa e utilizar apenas em dias especiais. Afinal, ele é portátil, prático e versátil.

O refletor flutuante é um equipamento que emite luzes brancas ou coloridas e que pode ser sequenciado ou ritmado da maneira como se desejar. Por isso, ele é uma ótima opção para quem deseja uma iluminação mais tradicional na piscina para o dia a dia, mas quer algo diferente em datas especiais.

Essa opção não exige nenhum tipo de mudança na estrutura da piscina, não requer reformas nem alteração no projeto. Ele é um equipamento à parte que pode ser utilizado sozinho ou combinado com outros acessórios para mudar a piscina quando for preciso.

Para criar um bom projeto de iluminação, lembre-se de que é preciso observar a sua piscina e as suas necessidades.

Ilumine sempre os pontos importantes, como curvas, escadas e outros elementos que possam causar acidentes.

Considere a cor do revestimento da piscina para optar por luzes que possam valorizar o visual dela. Já a quantidade e a intensidade da iluminação variam de acordo com o tamanho da piscina.

Luzes coloridas transmitem sensações. Então, tenha cuidado com aquilo que você deseja passar para os banhistas. Vermelho e laranja estão associados ao calor; azul, ao frio; branco e amarelo-claro são mais tradicionais; e rosa e violeta podem ser misteriosos.

4. Dê atenção também para a escada

Entrar e sair da piscina não é tão simples assim e exige força nos braços. Por isso, é essencial que a piscina tenha uma escada para conforto dos banhistas.

Os modelos de fibra costumam já sair de fábrica modelados com a escada ou em níveis que facilitam entrar e sair da água. Já as piscinas de alvenaria podem ter a escada incluída no seu projeto.

De toda forma, podemos, também, instalar a escada que desejarmos na piscina conforme for mais confortável e seguro para quem a utiliza.

Quando a piscina é frequentada por pessoas idosas, crianças ou por quem possui limitações físicas, é importante dar ainda mais atenção para esse acessório. A escada pode ser perigosa em alguns casos, então, a sua escolha deve ser baseada nas particularidades de cada um.

O modelo tradicional de escada é aquele em aço inox, verticalizado ou com uma inclinação mais aguda. Ele possui corrimão para facilitar o acesso e garantir estabilidade nos passos. Esse modelo não é o mais indicado para casos especiais.

A escada com inclinação mais suave, que seriam aquelas “mais deitadas”, são as indicadas para quem deseja segurança e estabilidade. O design desses modelos é estável, confortável e garante sustentação para entrar e sair da piscina. Também é interessante que a escada tenha sempre um corrimão para evitar quedas e escorregões.

Nas casas onde a piscina também é frequentada por animais de estimação, eles podem ter um acesso facilitado com a instalação de rampas. Se a escada escolhida for aquela tradicional, o animal não conseguirá sair da água. Então, a rampa oferece esse acesso seguro, que exige pouco esforço.

É preciso se lembrar de que a escada, independentemente do modelo escolhido, precisa ser iluminada. A sua iluminação vai evitar quedas para quem prefere os banhos noturnos e outros acidentes causados pela dificuldade de enxergar os degraus.

Além disso, a iluminação também ajuda a localizar a escada para entrar e sair, e indica para o banhista onde ela está — mais uma vez evitando acidentes nos mergulhos.

5. Integre os ambientes

Por que separar tudo e manter cada ambiente no seu lugar? A piscina de um lado, a área da churrasqueira do outro, a sauna ainda mais longe e a varanda em outro ponto distinto? Integrar os ambientes é uma tendência da arquitetura, então, por que não fazer isso?

Talvez grandes mudanças na construção não sejam possíveis. No entanto, você pode integrar ambientes mesmo sem ter que reformar tudo, como no caso da criação do bar molhado.

O bar molhado é um exemplo de integração de ambientes no qual os bancos, que estão dentro da piscina, são uma extensão do bar, que está do lado de fora. E, se você quiser, além de colocar os bancos, também pode integrar com mesas para dar ainda mais conforto e um ar diferenciado.

Mas também não é somente dessa forma que você pode integrar ambientes, porque mesmo que não seja possível construir com alvenaria, você ainda tem a opção dos decks.

Que tal a ideia de montar um espaço suspenso sobre a piscina, com mesas e cadeiras, utilizando um deck de madeira, por exemplo? Essa área pode ser a extensão da varanda, ligando um espaço coberto a um espaço a céu aberto.

Os decks sempre foram uma alternativa muito versátil para a área de lazer e de piscina de uma residência. Nesse caso, você amplia a sua varanda e tem um espaço maior para acomodar as visitas. Além disso, conta com essa plataforma flutuando sobre a piscina.

A grande vantagem desse projeto é que ele é simples de ser realizado — e que, nem por isso, deixa de conferir um ar de sofisticação para a área da piscina. Em outras palavras, é um elemento que chama a atenção e que valoriza a arquitetura da casa.

Você ainda pode instalar uma ponte sobre a piscina, o que tem um efeito muito bonito se ela tiver um formato diferente e ocupar uma grande área. Assim, podemos ter acesso às 2 margens da sem precisar dar uma volta grande.

Outra opção é construir e integrar um quiosque ao reservatório se a sua piscina estiver localizada num local sem nenhum atrativo em volta. Seguindo o exemplo anterior, você pode construir esse quiosque e instalar um piso que faça a ligação com a piscina, unindo os 2 espaços.

Assim, a piscina não ficará mais isolada, e o seu terreno ganhará uma área de lazer muito agradável e versátil.

Se você já tem esse quiosque ou um espaço social perto da piscina, então só precisa fazer a ligação desses ambientes, seja com piso ou com um deck de madeira. Lembre-se também de que posicionar mesas e cadeiras ou espreguiçadeiras nesse espaço ajuda a integrar a piscina e a área social.

6. Aplique adesivos

Essa é uma das mudanças que você pode fazer na sua piscina de uma maneira muito fácil, rápida, sem sujeira e com um baixo investimento. E, mesmo sendo muito simples, vai dar a cara nova que você quer para esse espaço.

Os adesivos são um dos acessórios para piscina que não exigem grandes manobras para serem aplicados, mas fazem uma diferença enorme no resultado e decoram com bom gosto.

Existem adesivos que podem ser aplicados:

  • no fundo da piscina;
  • nas paredes da piscina;
  • nas bordas da piscina;
  • acima da linha da água.

Todos eles conferem um visual diferente.

Você pode optar por adesivos com estampas muito variadas, que imitam pastilhas, com imagem de água ou desenhos diversos. Essa é uma decoração que você pode adotar quando a aparência da sua piscina não lhe agradar mais. Nas bordas, por exemplo, é só um detalhe, mas que valoriza o formato do tanque e as suas curvas.

E os adesivos podem ser combinados com outros acessórios para piscina que vão deixá-la muito mais atrativa. Por exemplo: se você adotar o adesivo de borda, que é fácil de aplicar, e as fitas de fibra ótica para sidelight, a piscina ficará totalmente renovada com apenas 2 elementos.

Ou seja, você não precisa de muita coisa para que a sua piscina possa ficar mais bonita. E o melhor é que você pode se aventurar a aplicar os adesivos sozinho, já que eles vêm com cola e só é preciso retirar a película protetora para fazer a aplicação.

Mas tenha o cuidado de, antes de aplicar o adesivo, fazer uma boa limpeza da piscina com o limpa bordas para evitar imperfeições e garantir uma boa fixação da cola.

É possível renovar de forma prática

Viu só como mudar e renovar a sua piscina não é uma tarefa muito complicada? Talvez o que estava faltando fossem as ideias sobre por onde começar. Mas agora você já tem diversas opções de elementos e de acessórios para piscina que podem incrementar e valorizar esse espaço.

Mas também é possível fazer mais. Aposte em um bom projeto paisagístico, e, se você não tiver espaço de terra para isso, elabore um jardim com vasos e jardineiras. Plantas e piscina sempre contrastam muito bem.

Iluminando os jardins e criando um caminho de pedras ou mesmo de luzes, você também valoriza o espaço exterior da sua residência.

Seja criativo: use pedras, fontes de água, deck de madeira e espécies de plantas que sejam diferentes ou coloridas para harmonizar e dar vida ao ambiente.

Mudar a apresentação da piscina é muito importante, mas também é preciso dar atenção para o seu entorno — afinal, nesse caso, todos os elementos se complementam. Por isso, cada um dos itens deve estar conservado e muito bem posicionado. Só assim tudo vai resultar em um projeto atraente, agradável e seguro, tanto para os moradores quanto para as visitas.

Grandes reformas não são necessárias, e com as inovações da tecnologia você pode alcançar resultados interessantes de maneira bastante prática. Tenha em mente que os acessórios para piscina são os seus aliados e que, por isso, é importante apostar neles se a sua piscina estiver sem graça.

Lembre-se de que uma piscina bem cuidada também é fundamental para ser atraente. Então, assine a nossa newsletter e receba, na sua caixa de entrada, dicas de como cuidar da sua.

Powered by Rock Convert

POSTS RELACIONADOS


Share This