Raios na piscina: entenda quais são as chances e os riscos de acontecer

Aquecedor solar e trocador de calor: quais as diferenças entre eles?
abril 23, 2021
Problemas no motor da piscina? Veja as 5 causas mais comuns!
abril 26, 2021

Raios na piscina: entenda quais são as chances e os riscos de acontecer

Muitas pessoas ficam com medo dos raios na piscina, pois acham que esse ambiente tem mais chance de atrair as descargas elétricas atmosféricas. Contudo, precisamos dizer que isso é um mito, visto que esses fenômenos têm a mesma probabilidade de cair no chão. Apesar disso, é fundamental saber que a água é uma grande condutora de eletricidade, da mesma forma que o cloro presente nas piscinas, e isso significa que a junção deles pode intensificar a condução.

Segundo os dados da Organização Meteorológica Mundial, no mundo, são registradas cerca de 44 mil tempestades por dia. Desse total, são gerados 8 milhões de raios, que descarregam uma energia de 200 mil amperes a 100 milhões de volts. 

Quer entender melhor sobre os raios na piscina? Então, não deixe de conferir os tópicos a seguir. Boa leitura! 

O que fazer se um raio cair quando alguém estiver na piscina?

Caso um raio caia próximo da piscina que os moradores do prédio estejam, o recomendado é sair da água imediatamente e colocar os chinelos de borracha, pois esse tipo de calçado não é condutor de corrente elétrica. Em seguida, se possível, as pessoas devem se abrigar em um prédio com para-raios ou dentro de uma casa, mas sem se esquecer de manter o corpo seco. 

Como saber a distância que uma tempestade está da piscina?

Uma pessoa deve sair da piscina no momento que a tempestade estiver a cerca de 13 km do local. Isso significa que, quando o tempo for menor que 40 segundos, esta é considerada a distância da tempestade. Para fazer o cálculo, basta contar os segundos que leva para ouvir o som do trovão a partir do momento em que a luz do relâmpago é emitida. Em seguida, é só dividir esse número por três para saber há quantos quilômetros o raio caiu. 

De que modo ajudar uma pessoa atingida por raios?

Caso uma pessoa que esteja próxima a você tenha sido atingida por raios na piscina ou em qualquer outro local, é preciso buscar a ajuda de um serviço especializado ligando para a emergência. Antes de prestar o socorro é preciso se proteger, colocar a vítima em um local seguro e ficar junto dela. E, caso a pessoa seja acometida por uma parada respiratória ou parada cardíaca, ligue para o 192 e solicite um desfibrilador automático, sendo necessário iniciar uma massagem cardíaca. 

Aproveitar os momentos de lazer com as pessoas que a gente gosta é muito bom. Contudo, é preciso alertar os condôminos para os riscos de raios na piscina durante uma tempestade. Isso porque, apesar desse local não atrair as descargas elétricas diretamente, ele tende a facilitar a sua propagação por toda a água. Além disso, é possível que, um raio que atinge uma área de 500 metros de distância do local do banho, consiga percorrer a tubulação externa e interna do ambiente. Por isso, é importante promover o bem-estar e a segurança de todos os banhistas. 

Gostou do texto que elaboramos? Então, que tal seguir as nossas redes sociais e ficar por dentro de mais temas do seu interesse? Não perca essa oportunidade!