VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Em um belo final de semana, você resolve dar um pulo na sua piscina e se depara com uma água verde, piso escorregadio e cheiro de rio. O que fazer? Não se desespere: essa situação é muito comum, e pode ser revertida facilmente com a ajuda de um algicida.

Afinal, quer entender por que a piscina fica com água turva e muda de cor, o que é algicida e quais benefícios esse produto oferece? Então, continue lendo este post e confira tudo sobre o assunto!

Por que a proliferação de algas na piscina é tão comum?

As algas são organismos microscópicos que se desenvolvem na presença de água e luz solar. E elas podem chegar à sua piscina por meio da chuva, do vento ou até mesmo pelas roupas de banhos utilizadas por quem entrar nela.

Isso porque as algas se proliferam rapidamente em condições específicas, como alta temperatura da água, alto nível de Ph e baixo nível de cloro.

Quais tipos de algas existem?

Existem mais de 20 mil tipos de alga, mas as que surgem nas piscinas são classificadas em 4 categorias diferentes. São elas:

Algas verdes

Esse é o tipo de alga mais comum em piscinas, cobrindo o fundo e as paredes com uma camada verde e escorregadia. E se prolifera muito rápido, podendo tomar uma piscina em 24 horas — por outro lado, é também um dos mais fáceis de eliminar.

Algas amarelas

As algas amarelas desenvolvem-se principalmente nas superfícies que não tomam sol. Assim, são mais raras, mas também muito mais difícil de ser combatida. Quando elas estão presentes na piscina, sua água apresenta tons amarelados ou castanhos.

Algas pretas

Elas surgem discretamente como pequenas manchas pretas no fundo da piscina, mas, se não forem identificadas e eliminadas rapidamente, podem tomar grande parte ou até todo o revestimento. Um tipo difícil de ser combatido.

Algas rosas

Apesar de ser classificado também como uma alga, esse é, na verdade, um fungo que forma uma camada espumosa na superfície da água. E a boa notícia é que ele pode ser facilmente eliminado.

Bom, seja qual for o tipo, as características que uma piscina com algas apresenta, de maneira geral, são:

  • água turva;
  • mudança de cor da água — com manchas escuras, no caso do surgimento da alga preta;
  • piso e paredes escorregadios;
  • odor característico de lagoas e rios.

Apesar de as algas não causarem doenças, elas oferecem nutrientes a bactérias que, por sua vez, podem contaminar o homem. Assim, para prevenir ou eliminar sua proliferação é preciso fazer a limpeza da piscina regularmente e manter os níveis ideais de pH e cloro — além, é claro, de aplicar um algicida.

O que é algicida e quais tipos são encontrados no mercado?

O algicida é um produto químico usado para eliminar as algas da água e prevenir o seu surgimento, evitando a coloração indesejada e todos as outras características que vimos anteriormente.

No geral, ele é uma composição à base de íons de cobre quelados, mas também pode ser produzido à base de sais de ferro, diclorofena, hipocloretos de sódio ou cálcio, brometos de alquibenzilamónio, acetato de fentina, quinoclamina, endotal, entre outros.

Existem dois tipos do produto no mercado: o algicida de choque, indicado para eliminar algas em piscina já afetadas por sua presença, e o algicida de manutenção, utilizado em piscinas limpas, para prevenir o surgimento das algas.

Como utilizar cada tipo de algicida?

Com dissemos, se a sua piscina já apresenta algas você precisa fazer o tratamento com algicida de choque. Confira, então, o passo a passo para utilizá-lo:

  1. Escove o fundo e as laterais da piscina com uma escova própria e a ajuda do cabo telescópico, eliminando toda a sujeira e a alga que estiver aderida a essas superfícies.
  2. Dilua em um balde 10 ml de algicida de choque para cada 1000 litros de água. Ligue a motobomba, coloque o filtro da piscina no modo recircular e jogue o produto diluído por toda a piscina de maneira homogênea.
  3. Deixe a água recircular por, aproximadamente, 2 horas. Depois, desligue a motobomba e deixe a água em repouso por cerca de 6 a 12 horas. Durante esse período, as algas mortas pelo produto decantarão para o fundo da piscina.
  4. Para finalizar o processo de limpeza, aspire a piscina com o filtro na função drenar, eliminando a água aspirada.

Agora, se a sua piscina não apresenta algas, você deve utilizar o algicida de manutenção uma vez por semana. Assim, ele evitará que as algas se instalem e proliferem na água. Confira o passo a passo desse tipo de aplicação:

  1. Dilua 5 ml de algicida de manutenção (para cada 1000 litros de água da piscina) em um balde com água.
  2. Jogue o produto uniformemente por toda a superfície da piscina.
  3. Ligue a motobomba e coloque o filtro na função recircular. Deixe a água circular por aproximadamente 1 hora e desligue a motobomba.

É necessário ter cuidados extras na aplicação do algicida?

Sim! É altamente contraindicado o uso de cloro e algicida ao mesmo tempo, se o algicida for à base de cobre — o cloro é incompatível com esse tipo de algicida, e pode causar manchas irreversíveis na superfície da piscina.

A dosagem ideal do algicida pode mudar de marca para marca, então, confira sempre o rótulo do produto para verificar as indicações do fabricante. Além disso, nunca utilize o produto sem diluí-lo antes em um balde com água.

Por fim, na hora da aplicação, tome sempre precauções para evitar o contato direto do produto com a pele, olhos e boca. E mantenha o produto sempre em sua embalagem original, em local fresco e fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Bom, agora você já sabe por que a sua piscina muda de cor, o que é um algicida e quais são os tipos disponíveis no mercado!

Então, fique atento ao utilizá-lo regularmente para eliminar e prevenir o surgimento das algas. Assim, além de garantir uma piscina bonita e saudável em casa, você sempre poderá desfrutar de bons momentos com a família e amigos!

E aí, gostou deste conteúdo? Sobrou alguma dúvida sobre o que é algicida? Deixe-nos o seu comentário!

POSTS RELACIONADOS


Share This