VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

A piscina desativada durante um período do ano faz parte da realidade da maioria das pessoas que curtem essa maravilha em casa, não é mesmo? Na verdade, até em áreas de lazer mais badaladas, como clubes, chega uma hora que não tem como escapar do baixo fluxo, principalmente no inverno.

Mas, tão logo o sol volta a irradiar, os tempos voltam a ser de comemorações. Afinal, nada melhor do que um bom churrasco em casa e à beira da piscina! Para isso, no entanto, é preciso deixá-la impecável e pronta para o uso com a família e amigos

Sendo assim, se você tem uma piscina desativada e quer deixá-la, além de cristalina, pronta para ser usada sempre que bater aquela vontade, conheça abaixo os principais cuidados a serem tomados nesse processo: 

1. Avalie o estado da água que ficou parada

Por mais que tenham sido tomadas medidas para proteger superficialmente a piscina no período em que esteve desativada, o acúmulo de sujeira e a contaminação da água são inevitáveis. Afinal, na prática, os cuidados com a manutenção semanal de um produto fora de uso acabam sempre ficando um pouco de lado.

Para reverter essa situação, as piscinas geralmente não precisam ser esvaziadas, uma vez que existem produtos eficazes para equilibrar a qualidade da água, além de empresas especializadas que vão deixá-la novinha em folha. Portanto, a boa notícia é que ela logo voltará a protagonizar os próximos fins de semana ensolarados em sua casa. É verdade que tudo isso demanda alguns dias de limpeza e purificação, mas o resultado sempre vale a pena, não é verdade? 

Caso a piscina não tenha sido coberta no período de desativação, é normal que a quantidade de água seja reduzida. Mas, não se preocupe! Os passos para a limpeza podem ser seguidos normalmente.

2. Retire o excesso de sujeira de todo o espaço físico

Bom, para começar, o ideal é fazer a limpeza de toda a área da piscina, pelas bordas e ao redor. Assim, quando for a hora de cuidar da água, não haverá mais o risco de sujá-la novamente. Em seguida, é hora de retirar o excesso de sujeira de dentro da piscina utilizando a peneira. Isso inclui a limpeza do skimmer (aquelas caixinhas quadradas ou retangulares instaladas na parede da piscina e que ajudam a reduzir as impurezas da superfície).

Com tudo isso, sua piscina já ganhará um visual convidativo, mas ainda será preciso esperar mais alguns dias para cair de vez na água: com menos sujeira flutuante, chegou a hora de ligar o filtro para a retirada mais minuciosa das impurezas. O recomendado, nesse caso, é filtrar a água por até 24 horas. 

Enquanto isso, é preciso fazer uma escovação caprichada das paredes e do piso. Afinal de contas, depois de tanto tempo sem uso, é mais do que normal o acúmulo de sujeira, limo, algas e bactérias. 

Mas, como limpar uma piscina vazia?

Se por algum motivo você quis drenar a água da piscina — embora isso não seja o mais recomendado atualmente —, faça primeiramente a retirada do excesso de lixo e lave as paredes e o piso. Devido ao ressecamento pela ação do tempo, você provavelmente vai precisar retirar alguns resíduos com a mangueira. Logo após, é possível utilizar produtos para remover o cálcio, limo e ferrugem. 

Assim que for concluída a higienização, a piscina poderá ser reenchida com as bombas atuais. 

3. Faça a aspiração da piscina desativada

Agora que você já cuidou de todo o espaço físico da piscina, vamos deixar essa água limpa e cristalina? Afinal, depois de toda a escovação, ela certamente ficou com um aspecto ainda mais turvo e com sujeira ao fundo, certo? 

Alguns produtos para decantação ajudam bastante nesse procedimento de desgrudar a sujeira do revestimento. Logo após, entram em cena os equipamentos do conjunto de aspiração  cabo telescópico, mangueira de sucção e carrinho de aspiração —, que provavelmente já são velhos conhecidos seus. 

É importante lembrar que a aspiração pode ser feita drenando (levando parte da água do fundo para o esgoto) ou filtrando (quando á água passa pelos filtros e retorna límpida para a piscina). 

4. Teste a alcalinidade e o pH da água

O nível de alcalinidade da água deve estar equilibrado para que o pH possa ser controlado de acordo com os índices ideais para um banho prazeroso. Isso porque a alcalinidade é capaz de neutralizar ácidos, tornando mais fácil manter um pH desejável sob qualquer alteração, como uma chuva ou no primeiro uso.

Dessa forma, vale registrar que o índice de equilíbrio da alcalinidade gira em torno de 80 a 120 ppm (partes por milhão), ou seja, entre 8 e 12 gotas no teste. 

Já os valores de pH devem estar entre 7,2 e 7,6. Em geral, o produto recomendado para a sua redução é o mesmo utilizado na redução da alcalinidade. O que diferencia é a forma de aplicação: mais localizada para a alcalinidade e espalhada para o pH. Para a elevação dos valores, os produtos são diferentes. 

Para medir ambos os índices, basta adquirir os estojos próprios para o procedimento. 

5. Observe a dureza cálcica

O volume de íons de cálcio presentes na água define a dureza cálcica. Essa medida também é expressa em ppm de carbonato de cálcio, sendo a faixa média ideal entre 200 e 400.

É importante frisar que tais níveis devem estar em equilíbrio com o nível indicado de pH e alcalinidade. Além disso, a dureza cálcica pode causar determinadas reações indesejáveis na água quando não está no nível considerado normal.

6. Dê um choque de cloro

Depois de algum tempo com a piscina parada, ela inevitavelmente acabou sendo contaminada por bactérias e outros agentes nocivos. Portanto, será preciso um tratamento de choque, com índices fortes de cloro ou produtos similares. 

É muito importante ler as recomendações do produto, já que, no caso de reativação da água, será preciso dobrar ou até triplicar a quantidade necessária. No entanto, tome cuidado para não exceder as dosagens de cloro: normalmente, são necessários 14 gramas para cada metros cúbicos de água na cloração de choque.

Por fim, para que os dias de festa à beira da piscina estejam garantidos, lembre-se sempre de buscar a ajuda de empresas especializadas caso surjam problemas e imprevistos. Afinal, além dos produtos específicos, elas contam com profissionais capacitados para deixar o seu momento de lazer ainda mais perfeito.

Agora que você já tem em mãos as melhores dicas para limpar uma piscina desativada e convidar os amigos para nadar assim que terminar o inverno, não deixe de colocá-las em prática! Assim, quando o verão chegar, a água geladinha estará apenas esperando por vocês!

Se você gostou do conteúdo de hoje, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e ficar sempre por dentro das nossas novidades!

POSTS RELACIONADOS


Share This