VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Uma piscina é sempre motivo de diversão e alegria, mas as medidas de segurança e proteção dos usuários também devem ser estar no foco dos gestores e empresários. Nessa perspectiva, você conhece a obrigatoriedade de registrar piscinas no GMar, no Rio de Janeiro?

As piscinas de uso coletivo têm essa obrigatoriedade no estado. Por isso, elaboramos este artigo para você, gestor, compreender um pouco mais dessa legislação. Então, confira a leitura até o final para não perder nenhum detalhe! Veja!

Cuidados a mais que deve haver com piscinas de uso coletivo

Em primeiro lugar, vamos esclarecer o que é o GMar, essa sigla corresponde ao Grupamento Marítimo. Esse órgão uma unidade do Corpo de Bombeiros responsável por fiscalizar e realizar salvamentos aquáticos.

Sendo assim, é o responsável por verificar e permitir um uso seguro das piscinas coletivas. Agora que você já conheceu um pouco mais da legislação, vamos citar alguns cuidados importantes que devem haver na manutenção desses espaços.

Limpeza

Ter um ambiente limpo é fundamental para qualquer lugar, não é mesmo? Por isso, procure sempre realizar manutenções periódicas e limpezas, principalmente nas áreas externas e internas. Produtos específicos e mão de obra especializada são fundamentais para isso.

Equipamentos de segurança

Como já foi dito, a piscina é um local descontraído, mas que possui alguns perigos, por isso, fique atento aos equipamentos de segurança. O colete salva-vidas e ralos com fundo antiaprisionamento são alguns dos produtos de fundamental importância. Pense nisso!

Tamanho

O tamanho é algo bem variável, porém, as piscinas de uso coletivo tendem a ser um pouco maiores. Desse modo, é preciso ter uma boa estrutura para ela seja utilizada da melhor forma possível e lembre-se de que a segurança deve crescer proporcionalmente ao tamanho desse espaço de lazer.

O porquê da obrigatoriedade do registro no GMar

Essa pergunta é bem importante e a resposta é simples: segurança. Pensando nisso, vamos citar alguns argumentos que sustentam a importância dessa legislação. Confira!

Segurança para os usuários

Divertir é sempre bom, não é mesmo? Mas se divertir com segurança é melhor ainda. Pois bem, as piscinas de uso coletivo possuem um maior número de usuários, além de terem diferentes níveis de profundidade.

Desse modo, com a fiscalização dos profissionais, o Corpo de Bombeiros, a padronização e a segurança tornam-se processos recorrentes em todas as piscinas coletivas.

Piscinas seguindo um padrão

Quando há uma legislação, é esperado que todos a sigam e cumpram essas determinações e com a obrigatoriedade do registro no GMar não é diferente. Por isso, fica mais fácil implementar medidas de segurança de maneira uniforme.

Por exemplo, o uso de ralos antiaprisionamento. Com isso, as mais diversas piscinas coletivas fazem o uso desse equipamento e assim, fica mais fácil evitar problemas futuros e, principalmente, situações de risco para os usuários.

Percebeu como registrar piscinas no GMar é importante? Por isso, não tenha dúvidas — cumpra as obrigações e determinações do Corpo de Bombeiros. Assim, o seu empreendimento torna-se mais profissional e demonstra a preocupação com a segurança dos usuários. Agora que você já conhece um pouco mais dessas obrigações, veja agora mesmo como registrar a sua piscina coletiva!

Powered by Rock Convert

POSTS RELACIONADOS


Share This