VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Evite Afogamentos na Piscina

Afogamento é um acidente comum, principalmente no período do verão, em que as pessoas utilizam mais a piscina. No país, 53% dos afogamentos envolvem crianças e 50% ocorrem em residências. É também a 2ª causa de morte em crianças atrás apenas dos acidentes de carro. Mais de 10 milhões de jovens com até 14 anos são internados vítimas de afogamento, e um, a cada 35 morre. Por isso cuidados simples podem evitar uma tragédia.

A piscina é um local muito atrativo para crianças. Como não possuem maturidade e são impulsivas, é fácil para elas pularem na água ou nadarem sem supervisão, em apenas alguns segundos de distração, quando a mãe estiver no celular, por exemplo. Por esse motivo, os adultos sempre devem ficar atentos a cada movimento dos pequenos.

Muitas piscinas possuem um profissional habilitado em salvamento, mas dependendo do fluxo de banhistas na piscina, ele pode não perceber um afogamento acidental. Uma dica é deixar a criança com um colete salva-vidas em vez de boias, que podem ser retiradas ou virar na água, deixando a criança submersa.

O pediatra é um profissional que pode orientar os pais sobre prevenção de afogamento de crianças. Muitas pessoas acham que a piscina é um local seguro e os afogamentos acontecem em grande parte em momentos de distração. Não descuide nem por um momento da sua segurança. São minutos que podem fazer a diferença.

Cuidados simples que evitam acidentes

Acidentes nas piscinas podem ser facilmente evitados. Para isso, os cuidados são simples. Não deixe uma situação de risco acabar com a sua diversão. Os cuidados partem tanto dos administradores da piscina quanto dos próprios banhistas.

Os responsáveis pela piscina podem responder por crime de lesão corporal e homicídio culposo, por isso, vale a pena revisar todos os itens de segurança antes de liberar a piscina para utilização. Controlar todos os banhistas é quase impossível, principalmente no verão, mas é possível prevenir os acidentes com pequenos cuidados.

Algumas dicas para evitar os perigos de afogamento:

– A criança sempre deve ser supervisionada por um adulto;
– Boias não são seguras – Podem furar ou esvaziar;
– Nunca deixe brinquedos na piscina, elas atraem as crianças para dentro da água;
– Cuidados redobrados com crianças menores de 5 anos;
– Sempre deixe a piscina bem cheia, de uma forma que a criança possa alcançar a borda;
– Ensine a criança a nadar;
– Use grades, cercas e traves de segurança na área da piscina;
– Não use lona para fechar a piscina. Se a criança cair, pode ficar presa nela;
– Tampe todos os ralos;
– Mantenha a bomba desligada ao utilizar a piscina.

Invista na natação

A natação é um ótimo esporte para crianças. Além de aprenderem técnicas de sobrevivência na água vão também receber estímulos corporais importantes. A natação para bebês ajuda a amadurecer a coluna cervical e reforça o corpo. Porém essa atividade para crianças deve ser sempre supervisionada por adultos e realizada com equipamentos de segurança.

Professores de natação aconselham a ter cuidado com a criança mesmo após as aulas de natação. Como ela estará em um ambiente estranho ao da aula diária, ela pode estranhar a piscina e entrar em pânico se ocorrer algum problema. Nunca deixe a criança sozinha na piscina. A natação é só uma prevenção mas não é a solução para evitar os afogamentos.

A natação é um esporte completo tanto para crianças como para adultos. A atividade física na água não causa impacto na musculatura e nem nas articulações, com isso, há pouco risco de lesão. A natação contribui para melhorar a capacidade respiratória e a cardíaca. O condicionamento físico aumenta, você emagrece e mantém a forma.

E se a criança se afogar? O que fazer?

Algumas características das criança fazem com que o seu afogamento seja ainda mais trágico do que o afogamento de adultos. Elas perdem facilmente o equilíbrio, o afogamento é acelerado devido a pequena massa corporal e elas não sabem se virar sozinhas em situações de emergência.

Seguem abaixo algumas dicas do que fazer se houver um afogamento:

– Mantenha a calma e retire a pessoa da água;
– Faça respiração boca-a-boca pinçando o nariz da criança, deslocando sua cabeça para trás e insuflando ar dentro de sua boca;
– Faça duas respirações e em seguida 30 compressões torácicas, empurrando o peito da criança. Então reinicie o ciclo;
– Permaneça fazendo a respiração boca-a-boca e as massagens cardíacas até que o pronto-atendimento chegue;
– Tenha sempre em mãos os telefones de emergência: 192 SAMU e 193 BOMBEIROS.

Se o afogamento originar parada cardiorrespiratória, realize a reanimação cardiopulmonar com orientação de uma pessoa capacitada (ligue 193 e acione os bombeiros).

A Pool Rescue se preocupa com a segurança de seus clientes. Por isso, em sua loja virtual existe uma área específica para produtos de segurança, clique aqui. Alguns dos produtos disponíveis são: Cadeira de observação, Kit SoS, Trava de segurança, Tampa para ralo.

VEJA MAIS DICAS NO VÍDEO ABAIXO

Powered by Rock Convert

POSTS RELACIONADOS


Share This