VISITE NOSSA LOJA VIRTUAL Loja Virtual de Piscina Loja Virtual de Piscina

Aplicar dicas de sustentabilidade em uma empresa é uma atitude que beneficia a todos. Especialmente, em locais onde consumo e desperdício caminham lado a lado.

É o caso de clubes e academias, que fazem uso constante de recursos naturais para se manterem em atividade. Além, é claro, de agregar conveniências aos seus clientes.

Vale observar, entretanto, que o tema ambiental está em pauta. Sua relevância, inclusive, tem sido potencializada pelos altos riscos gerados pelo consumo displicente de recursos. Água e energia elétrica estão entre as principais questões relacionadas ao desperdício.

Encontrar as melhores soluções para cada caso é uma preocupação para os gestores. Afinal de contas, a conscientização ecológica nos empreendimentos se traduz em economia para as empresas. Mas não apenas isso: atitudes sustentáveis ajudam a fortalecer a marca e caem mais fácil nas graças do público.

Foi esse conjunto de valores que idealizou a elaboração deste post. Ao longo do texto, discutiremos a importância da sustentabilidade para empresas de todos os tipos e portes. Além disso, apresentaremos 5 dicas de sustentabilidade.

Dessa maneira, você vai atestar os benefícios que tais práticas podem trazer ao dia a dia de seu clube ou academia. Confira, e se inspire em nossas dicas para tornar seu empreendimento mais sustentável!

Por que se preocupar com a sustentabilidade em seu empreendimento?

Vamos começar pela desmistificação de um conceito mal interpretado: a aplicação de dicas de sustentabilidade não deve ser vista como um gasto, mas um investimento.

E sabe por quê? Hoje em dia, empresas que carregam o “selo verde” em suas rotinas ganham mais visibilidade e aceitação do consumidor. Além disso, a conscientização pode surgir de diferentes maneiras: seja em pequenas atitudes cotidianas ou em grandes reformas estruturais.

Isso já pode ser observado com frequência em empresas, no geral. Na construção civil, por exemplo, sistemas para a reutilização da água têm sido implementados. Ou mesmo o uso de fontes alternativas de energia, como os painéis solares para piscinas.

O fato é que existem possibilidades múltiplas — e com diferentes impactos — que podem ser aplicadas. Para academias e clubes, inclusive, algumas ideias custam pouco e significam muito.

Quer ver uma delas? Que tal a construção de um bicicletário para incentivar os clientes a usá-lo e, assim, deixar o carro na garagem? Os benefícios disso se estendem ao seu empreendimento, já que a mobilidade urbana será beneficiada com menos carros nas ruas — e pedalar é uma atividade envolta em benefícios para o praticante.

Tais investimentos ajudam na valorização de sua marca. O cliente sente que você e sua equipe valorizam a preservação do meio ambiente — e o bem-estar dele. Sem falar que muitas das atitudes que você tomar, pensando na sustentabilidade, ajudam na redução de custos.

Para que isso fique mais claro, a seguir vamos entender algumas das principais vantagens em usar nossas dicas de sustentabilidade!

Quais são as vantagens de utilizar boas práticas de sustentabilidade?

Além de ser um diferencial competitivo para posicionar sua empresa no mercado, aproveitar-se de nossas dicas de sustentabilidade pode gerar outras vantagens, como:

Ajuda na promoção de sua empresa

O compromisso com o meio ambiente é um diferencial e tanto. E isso não passa despercebido pelo público. Como dissemos, as pessoas estão de olho em quais empresas fazem a sua parte.

Existe redução nos custos

Pode não ser uma economia que se perceba logo no primeiro mês. No entanto, vale observar que o investimento em soluções sustentáveis se converte em menos gastos no futuro.

Pense, por exemplo, nos já citados painéis solares para o aquecimento das piscinas. Pesquisas apontam que a redução com gastos em energia elétrica podem ser reduzidos em até 95%. Considerando o investimento inicial, gradativamente você recuperará o que foi gasto para o uso de energia solar.

Caso queira um exemplo mais imediato, que tal reduzir o uso de descartáveis em sua empresa? Estimule o uso de garrafas — dos clientes e colaboradores — e, assim, você obtém uma redução imediata nas despesas mensais.

Conserva e preserva o meio ambiente

Inegável que a grande preocupação, ao apoiar-se em dicas de sustentabilidade, é com o meio ambiente. A redução de custos, a imagem de sua marca… Tudo isso é uma agradável consequência do cuidado que se tem com a natureza e os recursos que temos à disposição.

Como clubes e academias podem se tornar mais sustentáveis?

Até aqui, vimos a relevância em adotar dicas de sustentabilidade nas empresas. Agora, vamos compreender como alcançar os resultados desejados e colher seus benefícios.

O conceito, inclusive, já tem sido amplamente difundido no país e em outras fronteiras. As academias sustentáveis são uma realidade cujas atitudes podem ser absorvidas e replicadas em seus clubes e academias.

Para começar, recomendamos uma atenção redobrada nos seguintes aspectos de seu empreendimento para torná-lo mais sustentável:

1. Economia de água

Empreendimentos de lazer e fitness devem saber bem o elevado custo com recursos naturais, como a água. Trocar a água da piscina é um deles, por exemplo.

Só que, para visar um consumo mais responsável e consciente, muitas medidas podem ser adotadas no dia a dia de sua empresa, como:

  • reduzir a pressão da água nas torneiras e duchas nos vestiários;
  • usar acessórios para limitar a vazão de água;
  • utilizar a descarga com vazão variável.
  • automatizar o fechamento do registro de água das torneiras.

Neste caso, é uma economia que se adquire aos pingos — literalmente. Com essas dicas de sustentabilidade, a economia é acumulada constantemente. Vale, no entanto, criar contínuas campanhas de conscientização para os alunos e colaboradores também praticarem.

Outro ponto que pode ajudar a tornar o seu negócio mais sustentável é uma rotina de manutenção. Nela, avalie os encanamentos, possíveis vazamentos, válvulas desreguladas ou gotejamento nas torneiras.

Além de economizar, você torna o seu negócio muito mais valorizado, pois mostra aos clientes a preocupação em manter os serviços funcionais. Algo que se revela benéfico, também, quando a água da chuva é captada.

Esse armazenamento faz com que os recursos hídricos sejam usados apenas em atividades importantes. Ao passo que a água reutilizada pode ser usada para serviços gerais de limpeza dos ambientes de seu clube ou academia.

2. Economia de energia elétrica

O sistema de aquecimento solar, já mencionado, é um investimento mais elevado. No entanto, seu custo se paga por meio da grande economia que se obtém no consumo de energia elétrica.

Para começar com atitudes mais práticas e fáceis de implementar, nossas dicas de sustentabilidade são bastante variadas. Uma delas é a partir da substituição de lâmpadas e luminárias por soluções de maior eficiência e menos consumo — como as lâmpadas de LED.

Outra boa ideia é uma avaliação profissional a respeito do projeto luminotécnico usado em cada ambiente de sua empresa. O indicado é que sejam usadas menos lâmpadas, mas sem perder a eficiência de iluminação.

Aproveitar-se dos recursos naturais infinitos da natureza é boa alternativa também. Para isso, promova mais claridade natural sem o uso de persianas ou cortinas. Sem falar na importância em optar pelo ar fresco através das janelas abertas em vez de usar o ar-condicionado.

Os aparelhos, embora aliem conveniência e eficiência em climatizar ambientes, são grandes consumidores de energia elétrica. E, muitas vezes, as pessoas se habituam a usá-los — mesmo quando não há necessidade.

Assim, é importante — mais uma vez — analisar algumas possibilidades de conscientização, para que a sustentabilidade seja um tema em comum na sua empresa. Falaremos como trabalhar isso de maneira qualitativa mais à frente.

3. Reaproveitamento de materiais e redução no desperdício

Aqui, podemos dividir o assunto em duas questões: o cuidado com a coleta seletiva, para a reciclagem de materiais; e o uso consciente de outros tipos de produtos.

Sobre a coleta seletiva, é importante espalhar, pelo seu clube ou academia, recipientes adequados para a devida separação de materiais. Sobre o reaproveitamento, opte pelos produtos reciclados ou mesmo os provenientes de demolições — como a madeira, muito em alta na decoração.

A seguir, você também pode conferir outras dicas de sustentabilidade para o uso consciente de itens no dia a dia:

  • precisa usar pilhas para os equipamentos eletrônicos? Use as recarregáveis;
  • promova campanhas para reduzir a geração de resíduos;
  • analise a possibilidade de fazer parcerias pontuais com cooperativas de recicladores. Isso ajuda a destinar os resíduos recicláveis para os locais mais indicados;
  • torne as correspondências mais digitais, evitando um elevado número de papéis na empresa.

Caso você e seus colaboradores já trabalhem com outras dicas de sustentabilidade para incentivar a reutilização de materiais — e não comentamos aqui —, não deixe de compartilhá-las conosco no campo de comentários.

4. Campanhas contra desperdícios

O desperdício tem grande impacto no meio ambiente: algo que podemos perceber a partir do levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), que mostra que cada brasileiro produz, em média, 387 quilos de resíduos por ano.

Reduzir o número e direcionar os resíduos para os locais adequados minimiza o impacto ambiental. Para isso, é importante que os seus colaboradores e clientes estejam em devido alinhamento com as suas iniciativas.

Quer saber como? A seguir, separamos algumas dicas de sustentabilidade nesse sentido:

Estimule as práticas sustentáveis

De nada adianta pedir para reduzirem o consumo e evitarem o desperdício se você não pratica as mudanças que propõe. O pivô dessa transformação deve ser a própria gestão, passando o exemplo para os profissionais de sua empresa e, em seguida, para os clientes.

Desenvolva hábitos e atitudes sustentáveis e, então, incentive o próximo a fazer o mesmo. E, o melhor: peça sugestões de melhorias para a sua equipe. Quanto mais pessoas pensarem em mudanças positivas, melhor será para todos.

Capacite os funcionários

Esta dica serve mais como um complemento do último tópico: é difícil transmitir uma mensagem e esperar que as pessoas as absorvam da noite para o dia.

Por isso, desenvolver uma cultura sustentável consiste em fazer com que todos foquem nos mesmos objetivos. Reúna todos, explique os objetivos, as metas e as ações para alcançá-las. Então, capacite-os para que absorvam os conceitos e apliquem em suas rotinas.

Crie campanhas de conscientização

Além das reuniões e palestras com os colaboradores, uma boa política de sustentabilidade é continuamente renovada. Ou seja: com novas campanhas que despertem a curiosidade e interesse dos seus clientes também.

O consumo de água está acima do esperado? Crie campanhas de conscientização a respeito do assunto e espalhe pela academia ou clube. Com isso, mais pessoas ficam cientes de que podem fazer algo para ajudar em suas campanhas.

Organize o ambiente e avalie ações emergenciais

Pode parecer uma ação de pouco impacto, mas a compreensão de todo o fluxo de trabalho ajuda a identificar algum gargalo produtivo. Consequentemente, fica mais fácil avaliar alternativas para tornar os processos eficientes.

Bom exemplo disso é o elevado número de impressões, que se traduz em desperdício. Digitalizar os processos ajuda na redução de papéis impressos e jogados fora em seguida.

Com uma avaliação crítica do desenvolvimento de tarefas, na sua empresa, você tem um controle maior sobre os processos — e como melhorá-los.

5. Terceirização de serviços

Terceirizar serviços pode ser visto como uma solução sustentável para as empresas. E sabe por quê? Pois os profissionais contratados já contam com uma metodologia econômica e eficiente.

Vamos tomar como exemplo uma equipe terceirizada para cuidar da limpeza e manutenção de suas piscinas. Essa equipe trabalha pontualmente para ir à sua empresa e realizar o serviço.

Empresas especializadas que já trabalham enraizadas em conceitos sustentáveis fazem isso da maneira mais otimizada possível. Ocorre economia no consumo de água, energia elétrica e produtos de consumo — como químicos ou mesmo o filtro para piscina.

Com uma equipe internalizada, o tempo de treinamento e capacitação de ações sustentáveis é maior. Isso significa que os resultados demoram um pouco mais para serem percebidos.

Sem falar que a terceirização, muitas vezes, é uma solução mais em conta do que manter uma equipe interna. Vale a pena colocar no papel ambos os custos para avaliar a melhor alternativa.

Ou seja: a contratação de uma empresa para terceirizar os serviços em seu clube ou academia pode ser um investimento que, em curto e médio prazo, já é possível perceber mudanças.

Como conscientizar clientes e funcionários sobre a sustentabilidade?

Acima, falamos sobre a capacitação de colaboradores para implementar nossas dicas de sustentabilidade na sua empresa. Agora, vamos entender como isso funcionaria na prática — e como os seus clientes podem fazer parte desse momento de transição.

Afinal de contas, os alunos de uma academia são parte significativa do consumo de recursos. Consequentemente, podem ser o diferencial para o sucesso de suas campanhas de conscientização.

Comece, justamente, espalhando materiais de divulgação a respeito dos objetivos de suas campanhas. Nos vestiários, conscientize a respeito do desperdício de água. Use dados que comprovem o quanto o consumo inconsequente é prejudicial para todos.

Outro exemplo: incentive a sua equipe a orientar os clientes a respeito da coleta seletiva. Quando o lixo é depositado no local correto, o trabalho é facilitado, permitindo que a quantidade de lixo produzido seja menor.

Ações desse porte já ajudam na orientação dos consumidores. Quanto mais pessoas estiverem engajadas, outras mais podem se unir à causa e, assim, ajudar a transformar a sua empresa em um local mais sustentável.

Para reforçar, separamos outras dicas de sustentabilidade para a conscientização de alunos e funcionários:

  • sinalize as áreas de grande circulação de pessoas sobre o uso e consumo consciente de recursos;
  • oriente a respeito do uso consciente de aparelhos e luzes — esclareça o impacto dos desperdícios identificados por você;
  • ao procurarem por novos aparelhos e equipamentos, certifique-se de que os mesmos possuem o Selo Procel de Economia de Energia.

Caso tenha dificuldade em colocar o projeto em andamento, também convém se informar a respeito da ISO 14001. Trata-se de uma certificação internacionalmente reconhecida, e focada na gestão ambiental.

São diversos requisitos a serem cumpridos que, com o tempo, ajudam a estimular as mudanças em sua empresa. E um selo desse porte só tem a agregar à imagem do seu negócio.

Como fazer com que a sustentabilidade seja parte da cultura do local?

Quer fazer da sustentabilidade um dos carros-chefe de sua empresa? Então, o primeiro passo para isso é o desenvolvimento de uma cultura focada no assunto.

É interessante que essa cultura se reflita imediatamente em toda a identidade da empresa. Assim, os valores ambientais são facilmente difundidos e assimilados pelos colaboradores e também pelos seus clientes.

Portanto, comece alinhando o conceito de sustentabilidade em sua empresa. Em seguida, crie missões e valores institucionais que sejam percebidos no dia a dia. Como já dissemos, você é o pivô dessa transição e, por isso, deve pensar e agir de acordo com essas qualidades.

Vale observar, aqui, que o trabalho parece demasiado difícil. Acontece que, uma vez que você e os seus colaboradores entenderam toda a questão, as ações são naturais e não influenciam a rotina.

Por isso, quanto antes você desenvolver uma cultura ambiental e aplicá-la na capacitação dos seus funcionários, mais fácil será a transformação de sua empresa.

As etapas seguintes consistem em:

Mapear as atividades de sua empresa

Já falamos a respeito disso, mas esta é uma peça-chave para a elaboração de uma cultura sustentável na sua empresa. Trata-se da análise minuciosa dos processos e serviços do clube ou academia e, assim, identificar o quanto cada um impacta na realidade do seu dia a dia.

Em seguida, faça um fluxo dessas atividades e setores. Perceba que esse exercício é importante não apenas como uma dica de sustentabilidade, mas também para aumentar o seu controle de gestão.

Tendo todos os aspectos definidos, é hora de identificar quais desses processos estão ligados — direta ou indiretamente — ao conceito de sustentabilidade.

Identificação de aspectos que podem ser trabalhados

Com todos os processos e indicativos em mãos, é hora de observar o impacto de cada um deles. A sua academia gasta muito com água? O clube está desperdiçando outros recursos — ou mesmo produzindo muito lixo e descartando-o incorretamente?

Isso tudo deve ser colocado em questão, nesta etapa. Afinal de contas, os problemas elencados são necessários para a elaboração de soluções. Depois, cruze as informações a respeito dessas situações problemáticas e veja se elas são impactantes de acordo com os 3 pilares da sustentabilidade:

  • ambiental;
  • sociocultural;
  • econômica.

Isso ajuda a compreender qual é o grau de interferência em uma cultura sustentável. Além disso, ajuda a priorizar campanhas de conscientização, bem como a capacitação e orientação dos colaboradores.

Desenvolvimento de um plano de ação

Ainda no campo teórico, é importante pontuar as soluções para cada situação de melhorias identificada. Aqui, você e sua equipe podem encontrar as boas práticas necessárias para desenvolver a cultura internamente.

Nossas dicas de sustentabilidade, inclusive, estão aí para facilitar esta etapa. Observe quais delas podem fazer parte de sua rotina, e coloque metas e prazos. Assim, vocês conseguem observar mudanças positivas, com o tempo, o que estimula a buscar sempre resultados melhores.

Mensure os resultados

Com base no desfecho do último tópico chegamos também ao fim das etapas necessárias para o desenvolvimento de uma cultura sustentável: a mensuração de resultados.

Com base no seu plano de ações, metas, prazos e objetivos, você consegue avaliar alguns dos resultados esperados. Assim, ao obter o retorno de suas primeiras medidas sustentáveis — digamos, um esforço coletivo em reduzir a conta de água —, você consegue comparar.

Trata-se de um exercício de comparação e melhoria. Um ciclo contínuo de ajustes, esforço e conscientização de todos. Afinal, a sustentabilidade, quando bem desenvolvida, é benéfica para todos, pois o impacto no meio ambiente é responsabilidade de todos nós.

Então, é hora de fazer uma lista, mapear os serviços, estipular metas e prazos e colocar em ação as suas campanhas de conscientização com base em nossas dicas de sustentabilidade!

Ao longo deste artigo, nós exploramos a importância do conceito de sustentabilidade, bem como as vantagens de suas boas práticas no ambiente de trabalho.

Além disso, exploramos 5 dicas que ajudam na orientação dessas práticas. São ações e campanhas de implementação imediata ou em médio prazo — da mesma maneira que os resultados começam a aparecer aos poucos.

Agora, para que você consiga complementar as dicas de sustentabilidade vistas neste post, que tal descobrir tudo sobre o tratamento de piscinas? Para isso, convidamos você a baixar gratuitamente o nosso e-book Manual Completo de Tratamento de Piscinas, que apresenta as melhores alternativas para cuidar das piscinas com economia, praticidade e agilidade!

POSTS RELACIONADOS


Share This