Piscinas

De quanto espaço preciso para ter uma piscina?

Powered by Rock Convert
Loja VirtualPowered by Rock Convert

Uma piscina em casa para se refrescar à vontade é o desejo de muitas pessoas, mas nem todo mundo tem espaço para isso. Porém, se você mora em apartamento ou em tem um terreno pequeno, não precisa se furtar desse conforto, pois há tamanho de piscina para todos os espaços.

Construir uma piscina é mais simples do que parece. É claro que será preciso analisar alguns fatores, como o tipo de solo, a posição do sol, o espaço disponível, mas o fundamental é a sua vontade de investir. Também existem outras questões a serem consideradas, como o tamanho da família, a profundidade ideal para quem tem criança em casa, modelos de piscinas, etc.

Com a acessibilidade cada vez maior aos materiais, técnicas de construção e instalação — concreto, vinil, fibra —, equipamentos e acessórios de manutenção, você não vai precisar gastar muito dinheiro. É essencial pesquisar o preço de todo o material e montar um planejamento.

Neste post, você entenderá sobre quanto espaço é necessário para ter uma piscina e o que deve ser levado em conta na hora da instalação. Saiba mais sobre os diferentes modelos e materiais de piscinas e faça a sua escolha!

De quanto espaço estamos falando?

Para ter uma piscina, não é necessário muito espaço, mas é importante delimitar a área para a sua instalação, pois o local escolhido deve ter uma boa relação entre o tamanho da piscina e a área de lazer ao redor.

Quando falamos em piscina de fibra, há algumas dimensões padrão. Veja quais são:

  • 6×3 metros (podem ser 6×2 ou 6×4 metros), ou seja, de uma superfície de 18 m²;
  • 7×3 metros (7×4 ou 7×5 metros), totalizando 21 m²;
  • 8×4 metros (8×3 ou 8×5 metros), totalizando 32 m²;
  • 9×4 metros (9×3 ou 9×5 metros), totalizando 36 m²
  • 10×4 metros (10×5 ou 10×6 metros), totalizando 40 m²

O terreno deve ser plano, ensolarado e espaçoso. Para se ter ideia do tamanho do espaço a ser usado, basta multiplicar a área da piscina por dois, uma piscina de 21 m² vai precisar de um terreno que tenha no mínimo 42 m², por exemplo.

É importante ter em mente que a elaboração do projeto deve ser feita por engenheiro e arquiteto capacitados, os quais vão auxiliar na escolha do modelo da piscina, nas instalações elétricas, hidráulicas e de iluminação.

Além disso, deve-se contratar uma empresa especializada, afinal, trata-se de uma construção e alguns detalhes precisam ser considerados. Por exemplo, a piscina vazia tem que suportar a pressão da terra ao redor, e a contratação de um serviço especializado evita que problemas sérios aconteçam e que você tenha dores de cabeça em vez de descanso.

Qual a relação entre tamanho de piscina e sua profundidade?

O primeiro passo para definir a profundidade da piscina é saber quem vai utilizá-la: só adultos, só crianças ou adultos e crianças. Há, ainda, diversos padrões de altura entre adultos e crianças, por isso, esse é um ponto fundamental a ser observado.

Depois, é preciso analisar onde ficarão os dispositivos de segurança e limpeza da piscina, como ralo, retorno, aspiração, refletores, se houver, etc.

O tamanho em largura x cumprimento é importante para definir se uma piscina pode ou não entrar no seu projeto, mas a profundidade também deve seguir um padrão. Existem uma relação entre essas medidas que precisa ser seguida para garantir o sucesso da instalação.

O ideal é ter entre 1,30 m e 1,40 m de profundidade na parte mais funda da piscina, pois isso é o suficiente para permitir a prática da natação. Já a parte mais rasa, indicada para as crianças e relaxamento dos adultos pode ter entre 0,40 e 0,50 metros.

Geralmente, quanto maior a piscina, mais profunda ela deve ser. Isso fica claro em clubes, onde as piscinas são grandes e têm profundidade variável, mas que chegam a 1,60 m, por exemplo.

Uma boa ideia em casas com crianças é, se possível, investir em uma piscina com prainha. Essa deve ter em média de 40 a 50 cm de profundidade e pode ser usada também como refúgio para descanso e para diversão.

Quais são os tipos de piscinas?

A construção desse espaço requer um planejamento antecipado, já que cada tipo de piscina tem sua particularidade. Veja quais são os modelos mais comuns:

Piscinas de fibra de vidro

A piscina de fibra de vidro tem modelos e tamanhos pré-definidos, o que impede projetos mais elaborados. A instalação não pode ser feita em locais de difícil acesso, porém, é rápida e mais barata que as demais opções.

Por ter a superfície lisa, é fácil de limpar e não acumula sujeira, fungos ou bactérias, além de ser muito resistente aos vazamentos. Em média, demora de 7 a 10 dias para ser instalada. Sua durabilidade é de até 10 anos.

Powered by Rock Convert

Piscinas de concreto

As piscinas de concreto são mais caras, podendo custar até duas vezes mais que as outras, e demoram mais tempo para serem construídas. Porém, podem ter formatos, tamanhos, acabamentos e profundidades de acordo com o desejado pelo cliente, além de hidromassagem e borda infinita.

A escavação pode ser feita manualmente ou com máquinas, sendo a estrutura montada posteriormente. Em média, demoram cerca de 45 dias para serem instaladas. Se forem bem-feitas, possuem alta durabilidade.

Piscinas de vinil

Este tipo de piscina tem a base de alvenaria e é revestida de vinil (ou manta vinílica), com espessura que varia de 0,6 mm a 0,8 mm. Como a de concreto, permite formatos e variações de tamanho, e também demoram cerca de 45 dias para serem instaladas.

Tem um bom custo-benefício, no entanto, não possui a mesma durabilidade que a de concreto. Seu tempo de durabilidade é de até 10 anos, com os devidos cuidados e manutenção.

Piscinas portáteis

Para quem não quer passar pelo processo de construção, as piscinas portáteis tornam-se uma boa opção. Com altura de cerca de 80 cm, chegam a ter capacidade de 10 mil litros. Podem ter escadinha e sistema de filtragem móvel.

Necessitam de um espaço limpo e livre de objetos cortantes para serem montadas. Podem ser estruturadas com material metálico, PVC e poliéster. A piscina portátil é mais versátil em relação ao tempo de instalação, tem mais praticidade e é de baixo custo.

E se eu não tiver espaço para ter uma piscina?

Existem piscinas consideradas pequenas, com até 20 m² de superfície e as mini-piscinas com 10 m² de superfície. Há piscinas ainda menores, com 8 ou 6 m². Para os adultos não será possível nadar de forma vigorosa, mas o relaxamento e os mergulhos estarão garantidos!

Quando você quer se refrescar, mas não tem espaço, é possível, ainda, instalar uma hidromassagem ou ofurô, opções que necessitam de um espaço menor para se refrescar e relaxar.

Ofurô

A instalação é prática e não precisa de muito espaço, por não possuir motor para o seu funcionamento. Pode ser colocado em ambientes fechados e abertos.

Sua manutenção não é tão complicada, mas é necessário cuidado com a madeira, deve estar sempre cheia e a limpeza deve ser feita periodicamente com uma esponja, quando a superfície estiver escorregadia ou houver impurezas nela.

Hidromassagem

O consumo de água na banheira de hidromassagem é bem menor e a sua limpeza é mais simples do que a do ofurô. É importante fazer manutenção do filtro de acordo com a recomendação do fabricante, limpar uma vez por mês ou de acordo com o uso, além de utilizar pastilhas de cloro para manter a banheira limpa.

Para a instalação, é necessário um espaço maior, uma vez que o motor precisa estar acessível para manutenção.

Como fazer a decoração e a manutenção?

A ambientação e decoração ao redor da piscina também fazem parte do projeto e podem, sim, ser feitas em qualquer espaço, pequeno ou grande. Para incrementar seu projeto, você pode colocar pastilhas de vidro, de cerâmica ou azulejos nas bordas, criando um espaço inusitado e divertido.

Você pode até criar um mini-jardim ou uma parede com um jardim suspenso ao lado da piscina para trazer um frescor. A vegetação ideal deve ser de plantas ornamentais e que não exigem muita manutenção, devendo ser escolhidas de acordo com o clima do local.

Não se esqueça de que o piso ao redor deve ser anti-derrapante para evitar acidentes. Por isso, prefira um deck de madeira ou pedras naturais.

Sobre a manutenção, nas piscinas, hidromassagens e ofurôs, é preciso ter um controle de tratamento, para que estejam sempre prontos para serem usados. Observar a água é o primeiro passo para saber se ela apresenta a qualidade adequada para uso, porém, apenas olhar não é suficiente.

Apenas por meio de teste é possível detectar problemas no pH ou alcalinidade, por exemplo. Por isso, a contratação de uma empresa de manutenção especializada é importante, só ela poderá verificar a qualidade da água adequadamente.

Lembre-se de que é difícil prever o futuro, mas a sua família pode mudar, crescer ou diminuir. A piscina ainda estará lá, então é bom ter em mente que se hoje ela atende às necessidades da família, amanhã pode não atender. Para evitar retrabalho e custos extras, faça essa avaliação: vão surgir filhos, netos, genros, noras? Os filhos vão crescer e convidar os amigos? Enfim, quem poderá usar a área de lazer em um futuro próximo? Com isso, a escolha será mais assertiva!

Esperamos que você tenha gostado do nosso post de hoje. Agora que você já sabe sobre as questões que envolvem espaço e tamanho de piscina, que tal ficar por dentro das vantagens da terceirização do tratamento de piscinas?

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.